marco_aurélio

é só

as cortesãs

Juntas, as cortesãs sorriam-se feitas. Com os beiços sujos de manteiga, Tieta, Gabriela, Teresa e Flor repousavam sorrateiramente na soleira pedante da casa do Rio Vermelho. Palco de sonhos imagéticos e lascivos, Betúnia travestiu-se da beleza do nordeste e trouxe consigo as mesmas personagens que habitavam a região.


Judith_Beheading_Holofernes_by_Caravaggio.jpg

“ Judite levantou-se, chamou a serva e desceu à casa, onde ela passava os dias de sábado e as festas. Despiu o pano de saco, com o qual se vestia, deixou sua roupa de viúva, tomou banho e ungiu-se com um perfume especial; penteou os cabelos, ajustou o diadema na cabeça e se vestiu com o traje de festa que usava quando seu marido Manassés ainda vivia. Calçou sandálias e enfeitou-se com colares e braceletes, anéis, brincos e todas as suas jóias, enfeitando-se o mais que pôde para seduzir os olhos dos homens, de todos os que a vissem.” Jt, 10, 2-4.

Sempre me detive à imagem que Caravaggio teve de Holofernes. Há uma beleza insossa e nada pueril na mulher que decepa a cabeça do general. Com a Assíria aos pés, os homens viram-se indefesos e deveras incapazes de aplicar uma contrapartida à altura da genialidade de Nabucodonosor: restaram-lhes as mulheres que descansavam por entre suas coxas, antes, viris. Cá o Senhor de Israel, encucado, mandou uma mulher para forrar na tenda de Holofernes, que, aqui, pode ser Nacib, Ricardo, Vadinho ou, vorazmente, Jorge Amado. Com domínio total dos seus corpos e de suas peles, as cortesãs fizeram-se fêmeas. A mais pura tradução de uma beleza que povoou os sonhos de alguns nativos que imaginaram-se possuidores daquelas curvas de mulheres da vida, cansadas, mas fêmeas. Dentro da tenda de Holofernes, elas pegaram calmamente a espada e deceparam o membro pensante do macho. É a representação do desfeitio masculino. É a beleza de Jorge Amado.

Salve.


marco_aurélio

é só.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @destaque, @obvious //marco_aurélio