progressão

"Welcome back my friends to the show that never ends"

Paola Domingues

"Seja ela, a liberdade, com todas as suas formas descritas, a mais válida talvez seja a música, que ultrapassa o tempo e o espaço, as dimensões e o raciocínio, penetra e expande para onde quer que você decida estar".

O Colorido de Syd - Parte 02

Descobrir Syd Barrett é descobrir a essência que alimenta a banda Pink Floyd em todas as suas performances.


"O que mais me impressiona ao conhecer a vida e obra do artista Syd Barrett é perceber que com certeza ele não fazia parte deste mundo". BC.jpg

Roger Keith Barrett, após saída da banda Pink Floyd, ainda lança dois álbuns solos de formato complexo: “The Madcap Laughs” e “Barrett” – uma singular compilação de composições realizadas com a participação de Gilmore, Waters e Wright.

As gargalhadas de um insano – 1970

A palavra “madcaps” traduz uma antiga expressão britânica de alguém no limite de sua sanidade mental. Não existe uma linha específica nas produções deste álbum, tão pouco a exploração de um único estilo – as váriações de cada faixa buscam tendências ao blues rock, ao psicodélico e ao folk principalmente. Exibe uma clara desinibição de Barrett com o estúdio de áudio e sua despreocupação com relação às técnicas – estava ali para exprimir sua arte, tanto que, na faixa como “Feel e If it´s in you” não há cortes de suas desafinações. A elaboração deste projeto estendeu por quase dois anos, devido as reclusões de Syd por estado mental agravado. Num bônus lançado em 1994 (Crazy Diamond), podemos compartilhar aos takes da produção do “Madcaps”.

A música “Octopus” é na minha opinião uma das mais maravilhosas do álbum - a letra declama uma verdadeira viagem psicodélica de dragões, corridas de polvo e uma banda de gafanhotos...

_.jpg Fig.01 FFW_Syd_Barret_Page_6.jpgSyd_Barrett.jpg

A modelo que aparece nua na contra-capa do álbum (fig. 01) e no ensaio fotográfico produzido por Mick Rock, é a namorada de Syd da época, uma modelo conhecida apenas por Iggy the Eskimo ("Eskimo" devido a sua ascendência esquimó)

Barrett por Barrett - 1970

Um segundo trabalho subsequente e mais “bem formatado”, com o apoio de Gilmore e Wright. O álbum estava em processo de produção na mesma época que “Atom heart mother”, onde a banda Pink Floyd focava suas criações. Gilmore cuidou detalhadamente desta produção tendo que “emendar” os “tracks” gravados por Syd e organizá-los para o lançamento do álbum, como “Gigolo Aunt” que fora gravada quinze vezes. Uma tarefa bastante árdua e muitas vezes, parecia impossível.

PFloydBroadhurstGardens67-797394.jpg Fase onde Syd ainda fazia parte da banda britânica de rock progressivo e onde começa a amizade entre os integrantes

O baterista Shirley afirma que Syd nunca conseguia tocar a mesma música duas vezes, ou algo que poderia fazer sentido, de qualquer forma o que transgredia qualquer opinião, Syd liberava pura magia de suas composições.

A capa do álbum foi desenhada por Barrett- uma de suas inúmeras ilustrações.


Paola Domingues

"Seja ela, a liberdade, com todas as suas formas descritas, a mais válida talvez seja a música, que ultrapassa o tempo e o espaço, as dimensões e o raciocínio, penetra e expande para onde quer que você decida estar"..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// //Paola Domingues