progressão

"Welcome back my friends to the show that never ends"

Paola Domingues

"Seja ela, a liberdade, com todas as suas formas descritas, a mais válida talvez seja a música, que ultrapassa o tempo e o espaço, as dimensões e o raciocínio, penetra e expande para onde quer que você decida estar".

A primeira página do The Wall

Obscured by Clouds, um álbum trabalhado para incorporar a trilha sonora do filme “La Vallée”, de Barbet Schroeder. Como em inúmeras vezes, críticos citavam o trabalho do Pink Floyd como paupérrimo, mesmo sendo explosão de sucesso nos Estados Unidos e Inglaterra – vai entender, não? -.


tumblr_mn9tphGGMc1sqonybo1_500.jpg Capa criada pelo artista Storm Thorgerson, amigo de longa data dos membros do grupo inglês. A arte consiste em uma imagem desfocada de um homem tentando alcançar algo em um ambiente bucólico.

O álbum foi especialmente preparado para a climatização do filme francês de Schroeder, em 1972. Trata-se de uma viagem para Nova Guiné de uma moça da alta sociedade chamada Viviane. Ela se junta com um grupo de exploradores que estão em busca do Vale Perdido e descobre um formato de vida totalmente diferente o que ela estava acostumada, com ideologias libertárias, livre de preconceitos e de qualquer formato que deva ser moralmente aceito.

Viviane (interpretada por Bulle Ogier) e o grupo de exploradores são descobertos por uma tribo selvagem da região e passam a conviver e a descobrir outro estilo de vida, sem qualquer vestígio de sociedade a qual estamos acostumados.

Um filme bastante exótico, que exibe uma serie de contextualizações e mundos sociais diferentes. O vale perdido é exibido na expedição como um local não mapeado, obscurecido pelas nuvens, título do disco da banda.

O caminho trilhado por Waters

Obscured by clouds é o que chamamos de primeira página do “The Wall”. O primeiro indício dos sentimentos de Waters expressado em composições sobre o falecimento de seu pai na Segunda Guerra Mundial. A composição “Free Four” é o pontapé dessa trajetória sísmica de dramatização “Wateriana”. Apesar de seu ritmo bastante animado, a letra é mórbida: “But you are the angel of death, and I´m the dead man´s son” (Mas você é o anjo da morte, e eu sou o filho do homem morto).

O álbum exibe uma série de composições que abordam diversos ritmos influentes na época e temas que dariam margem aos próximos trabalhos da banda de rock progressivo, diferentemente do trabalho exibido anteriormente, “Meddle”.

Das que mais se destacam em minha opinião é “Burning Bridges”, tema e estilo que proveriam aparato para o próximo trabalho de 73 e o mais famoso conhecido “Dark Side”, nas misturas das vozes, nos compassos marcados em uma levada do teclado de Wright. A tradução dessa canção lembra-me muito, temas abordados como o futuro, o tempo e o espaço visualizados em “Time” e “Eclipse”.

Outra curiosidade que demostra o destaque de Roger Waters como direcionador da banda está na escassez de trabalhos de Gilmour. Depois da composição de “Childhood's End” (Fim da infância), David Gilmour não colaborou com músicas de sua autoria no decorrer de quinze anos, até o lançamento do disco “A Momentary Lapse of Reason”.

A música recebeu inspirações do livro de Arthur C. Clarke, de mesmo nome, que relata a história do último homem da Terra. A filosofia desta composição, no entanto, ecoaria em muitos e muitos trabalhos provenientes da banda. A música “Time” do Dark side of The Moon é uma delas.

PInk floyd recordind obc 1972 do livro - The Black Strat.jpg

Fotografia da gravação do disco em 1972

Nos próximos artigos, entraremos em uma nova era de Pink Floyd. Após o lançamento de Obscured by Clouds, a banda toma outro sentido em produção e direcionamento, guiados principalmente por Waters e abordam filosofias e temas que abalariam a sociedade nos anos 70. Prova disso é o sucesso mundial “Dark Side of The Moon” que abordaremos no próximo artigo (e que acredito não conseguir trabalhar em um único).


Paola Domingues

"Seja ela, a liberdade, com todas as suas formas descritas, a mais válida talvez seja a música, que ultrapassa o tempo e o espaço, as dimensões e o raciocínio, penetra e expande para onde quer que você decida estar"..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/musica// @destaque, @obvious //Paola Domingues