proparoxítonas

Todas são acentuadas

Jéssica Parizotto

jéssica parizotto é uma proparoxítona, interessa-se por haicais, músicas pouco conhecidas e jogo de palavras. Queria voar de balão, mas tem medo de altura.

Amantes Eternos - Os vampiros voltaram a ser cult

O novo filme do diretor Jim Jarmusch trás de volta ao cinema os vampiros clássicos: sensuais e entediados!


10525379_505891739555707_3664364246905126971_o.jpg Adam e Eve, o Adão e Eva eternos

Depois de terem sido explorados ao extremo pelo pop consumista-oportunista, os vampiros finalmente voltam ao patamar de seres cultos, apaixonados e blasés no novo filme do diretor de Estranhos no Paraíso.

A trama acompanha a "vida" de Adam e Eve (ou Adão e Eva, obviamente), amantes que vivem o sonho de muitos casais: ter um relacionamento eterno. Mas, quem disse que o "Felizes para Sempre" é um mar de rosas?

Viver eternamente significa, na visão de Jarmusch, ter tido contato com aquilo que a humanidade produziu de melhor em termos de cultura e acabar "preso" no monótono século XXI. Frente a essa realidade, Adam, interpretado por Tom Hiddleston, torna-se depressivo e passa suas inacabáveis horas colecionando instrumentos musicais raros.

10431297_500606296750918_9053289192592781557_o.jpg Adam cercado pela sua parafernália musical

905851_505882546223293_5669718102451085211_o.jpg Adam e o presente dado por Eve

Apesar de serem casados, pelo menos três vezes, Adam e Eve vivem em cidade diferentes, ela em Tanger no Marrocos e ele em Detroit nos Estados Unidos. Aliás, essa é uma das qualidades no filme, as duas locações são lindíssimas e a escolha de Detroit faz muito sentido, já que ela é uma cidade praticamente fantasma, com bairros inteiros abandonados e aproximadamente 78 mil imóveis vazios.

Outro ponto que conquista é a erudição do casal, a cultura é o principal "alimento" dos dois e as referências a obras literárias, musicais e cinematográficas são inúmeras. Como quando Eve reserva duas passagens em nome de Daisy Buchanan, mocinha de "O Grande Gatsby" de Fitzgerald e Stephen Dedalus, personagem principal de "Retrato do artista quando jovem" de James Joyce.

10506916_500605373417677_5289644745104665070_o.jpg Foto do terceiro casamento de Adam e Eve, em 1868

10525363_510709039073977_721139636899108553_o.jpg Eve e seus livros

1979286_429713543840194_1587575809_o.jpg Adam e Shakespeare, a quem ele não tem grande afeição

O ponto de virada da trama acontece quando Ava, a irmã mais nova de Eve chega para bagunçar as coisas. Sua principal diferença em relação ao resto da família é que ela vive em Los Angeles e parece estar completamente adaptada à futilidade do mundo atual. Aliás, acredito que o cinema nunca tenha tido duas criaturas da noite tão bem escolhidas: Tilda Swinton como Eve e Mia Wasikowska como Ava, definitivamente são vampiras.

10550051_513449458799935_2117203484232626527_o.jpg Eve e Ava

10636598_513991848745696_1010707368847801818_o.jpg Ava, a cunhada hipster que chega para bagunçar a vida monótona de Adam

É filme sem grandes reviravoltas e sem muita ação, escolha típica de Jim Jarmusch, mas a mensagem final é belíssima: só a cultura nos salva de uma vida miserável. Eu concordo completamente, e você?!

1974216_429712777173604_62997143_o.jpg Amor eterno

Fotos retiradas da Página no Facebook do Filme


Jéssica Parizotto

jéssica parizotto é uma proparoxítona, interessa-se por haicais, músicas pouco conhecidas e jogo de palavras. Queria voar de balão, mas tem medo de altura..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Jéssica Parizotto