isabela fuchs

Isabela é uma curitibana que estuda (e adora) Design e que é apaixonada por artes visuais, fotografia, história da arte, música, literatura, cinema, ilustração e tudo mais que lhe der na cabeça.

Cinema e Tipografia - Parte I

Design e cinema são coisas que podem sim andar juntas (grudadas!) e a tipografia é um exemplo disso. Woody Allen é um forte exemplo desse elo, tendo "Windsor" não só como a fonte de seus filmes (fonte essa a qual aparece no nome dos filmes, créditos etc) mas como uma característica ultra marcante.


wa-woodyallen.jpg

A tipografia é um item de peso no cinema tanto nos créditos quanto nos posteres, trazendo uma enorme carga estética para o conjunto da obra e podendo já insinuar o clima e estilo do filme. Simplesmente não tem como não falar desse assunto sem citar Woody Allen.

Woody Allen é uma pessoa caricata, tanto pela sua personalidade e visual quanto por suas criações. Por que não trazer essa característica tão marcante, a da autenticidade, para o uso tipográfico em seus filmes, deixando algo como marca registrada?

Desde 1977, com Annie Hall, Allen usa a fonte "Windsor", de Benquiat, que tem uma cara de jazz, New York, luzes e descontração. wa-windsor.jpg

Talvez a escolha da fonte Windsor se deu ao fato dela ser uma mistura quase perfeita do estilo tipográfico de suas obras anteriores: Sleeper e Love and Death. Windsor tem serifas, é comprida, não é nem angulosa e nem arredondada. wa-loveanddeath.png wa-sleeper.png

Ele nunca parou de usá-la e para ser mais a cara do Woody Allen, só o rosto dele impresso.


isabela fuchs

Isabela é uma curitibana que estuda (e adora) Design e que é apaixonada por artes visuais, fotografia, história da arte, música, literatura, cinema, ilustração e tudo mais que lhe der na cabeça..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/design// //isabela fuchs