questionando histórias

Pois quem nos move são as nossas perguntas

Leandro Dupré Cardoso

Se você leu até o final eu lhe agradeço. É um bom sinal cujo real caminho desconheço. Mas espero que, afinal, ele te leve a um novo começo.

  • gangster-539993_1920.jpg
    Não chore

    Bem quando a garota que desenha prisioneirxs prepara o esboço de uma canetada aguçada demais para qualquer fibra pelo caminho é que o universo recebe um vociferante grito rabiscado de indignação. Perderam-se os limites, não há mais lei que seja igual para todos. É preciso se revoltar, reclamar a plenos pulmões. Mas... reclamar com quem? Quem é o verdadeiro causador de toda a confusão? A resposta pode parecer simples, mas se mostrará bem mais complexa do que aparenta ser...

  • Pasta_maker.jpg
    O valor da mão na massa

    Era da informação é diferente de era do conhecimento. Hoje a informação é uma realidade pulsante: imagens, vídeos e notícias se espalham de maneira praticamente instantânea pelo globo. Mas e então? O que de fato aproveitamos dessa grande bola de neve a nos comprimir mais a cada segundo que passa? Saber o que fazer com esse monstro cotidiano faz parte do essencial desenvolvimento de nossa capacidade crítica. Pois enquanto a avalanche de informações soterra, o conhecimento liberta.

  • A Lua negra.jpg
    A lua negra

    O herói e o monstro são duas faces opostas da mesma moeda da mudança. Seus caminhos são inversos enquanto seus destinos fatalmente se cruzam em algum ponto. Mas e quando você subitamente percebe que você mesmo se tornou esse oponente que tenta combater? Você virou a semente do caos ou o broto da esperança? Muita calma: na verdade ainda vai ser preciso cavar um pouco mais para chegar aos verdadeiros semeadores dessa bagunça...

  • Borobudur-perfect-buddha.jpg
    Lições para tentar outra vez

    Há o tempo de semear e o tempo de colher. Tudo tem de passar por seu período de amadurecimento. Só que o mundo atual cada vez mais exige que se nasça pronto. Nós domamos a natureza e fazemos os seus ciclos respeitarem as nossas urgentes vontades. Isso pode causar um tufão do outro lado do planeta, mas ainda assim não arredamos pé. E fazemos ainda pior entre nós mesmos. O corpo igualmente dá os seus avisos, mas é preciso dar ouvidos ao que muitas vezes não se quer escutar...

  • You_have_3_wishes.jpg
    A Mega-sena e o Gênio da Lâmpada

    Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar! Não tem música melhor para se fazer uma fezinha. Pois se até o Aladdin achou do nada uma lâmpada mágica por que é que eu também não posso simplesmente ganhar na Mega-sena? Os sheiks árabes que me esperem, vão só comer grãos de areia de deserto atrás das minhas aladas sandálias de ouro. Quer dizer, isto se sobrar alguma coisa depois de eu comprar todos os oásis que estou imaginando...

  • Moss_on_tree_2.jpg
    Entre mapas e estacas

    É um 6? Não, é um 9!
    É de chocolate? Não, é de cacau industrializado!
    Está frio porque está ventando? Não, está ventando porque está frio!
    Pois é, nunca dá para agradar a todos. Opiniões divergentes estão agora mesmo pulsando, explodindo, colidindo ferozmente umas sobre as outras para provar quem é a mais forte nessa apocalíptica batalha dialética. Só que muitas vezes nenhum dos lados está de fato errado: é apenas um enfoque diferente sobre a mesma coisa. Se toda unanimidade é burra, vamos mandar um viva para a guerra dos opostos que se completam!

  • Feijão.png
    O pálido ponto azul

    Eis a nossa Terra: nobre, altiva. Deslumbrante em todo o seu fulgor. O que poderia ser capaz de arruinar essa ordem tão esplendidamente bem orquestrada? Não muito perante os nossos minúsculos pontos de vista. Mas não pouco para galáxias e mais galáxias rodeadas por meteoros, buracos negros e outros perigos inimagináveis pelo espaço sem fim. Não, não precisa haver paranoia de que o mundo irá acabar amanhã. Mas ainda assim é preciso viver como se assim fosse.

  • 'The_Scream',_undated_drawing_Edvard_Munch,_Bergen_Kunstmuseum.jpg
    O Destino do Lobo

    O vento soprou contra a alcateia, apurando os sentidos dos lobos. Para quê? Só relembrar aquilo de que já suspeitavam: as suas presas estavam mais disputadas, os seus caçadores tinham se desenvolvido e ganhado novos truques. Qual mágica o grupo de animais poderia fazer? A concorrência aumentou e isto era um fato.
    Ventos agourentos que fazem estremecer de medo... Onde estão os ventos adventos que permitem vislumbrar a oportunidade? E qual não é a surpresa ao se perceber que ambos faziam parte daquele mesmo vento que soprou.

  • Gilded_bronze_door_knocker.jpg
    As reveladoras portas de Victor Hugo

    Sobre como uma frase de Victor Hugo me levou a enxergar esses e outros objetos tão comuns do nosso cotidiano com uma visão bem mais aprofundada...

  • Cordillera_de_los_Andes.jpg
    Um pouco de ingenuidade não faz mal a ninguém...

    Vamos, acorde: o dia já nasceu! Vista a armadura, embainhe a espada e parta para cumprir a sua missão. Mesmo que o seu fiel escudeiro não compartilhe dos mesmos ideais, o seu cavalo esteja caindo aos pedaços e a sua musa inspiradora não inspire os suspiros de ninguém. Ainda assim vale a pena caçar gigantes em moinhos de vento. Pois se as pás que giram o mundo moem as nossas vidas de maneira inflexível, por que não haveríamos de lutar contra esses verdadeiros monstros que procuram padronizar as nossas existências?

  • Ironman_in_SpaceX_2010.jpg
    O herói está morto?

    Oh! E agora quem poderá nos defender? A mesma pergunta ecoa, mas ninguém mais se habilita para atendê-la. As pessoas se desesperam, correm para todos os lados em busca do salvador de outrora. Só que ele não está mais lá. Já faz parte do passado. E a ânsia por dias melhores recai em uma melancólica nostalgia que impede de ver os novos heróis que estão agora mesmo brotando da lama para brilharem no mundo.

  • WeaponFocusEffect.jpg
    O Açougue Maldito

    Da próxima vez que você encontrar o açougueiro do seu bairro pergunte com bastante firmeza para que a resposta seja sincera: a carne está realmente macia hoje? Claro que a resposta será afirmativa, disto não há dúvidas. Mas observe bem o modo como as palavras cortam o ambiente, como a sua faca se movimenta pelo ar na mesma hora. Caso suspeite de qualquer coisa saia correndo logo. Não dá para saber quando, ao fugir de uma perseguição, você não acabará entrando em outra...

  • Fancy_Dress_Ball_Perigal.jpg
    Capitu de cara lavada

    Não adianta resistir mais, Capitu, você está cercada. É melhor colaborar com a gente: traiu ou não traiu? Eu sei que vou ganhar esta aposta. Confesse, rápido! E Capitu respondeu. Quem acertou, de imediato celebrou. Quem errou, naturalmente chiou. Porém, quem saiu realmente perdendo foi a própria Capitu: não por ter o seu segredo revelado, mas pela sua sincera expressão da verdade ser tratada meramente como objeto do julgamento alheio.

  • Corridor_4.jpg
    Análise Mortal

    Tome cuidado: qualquer movimento em falso e você pode chamar a atenção. Psiu... Talvez ainda haja uma chance de escapar... Mas não adianta: ele sabe que você está bem aí. Fugir dos seus medos vai apenas aumentar essa macabra bola de neve. É preciso enfrentá-la de frente, pará-la enquanto há tempo. E agora, Fred?

  • Poor_people_coming_to_a_workhouse_for_food,_c__1840_Wellcome_L0006802.jpg
    Réquiem para a Liberdade

    A Ravina está prestes a ser o cenário que abrigará a primeira investida dos povos sempre oprimidos contra os governos abusivamente tiranos. Agora cada um terá que lutar pela sua própria liberdade mais do que tudo. E você, vai ficar de qual lado na hora do conflito?