questionando histórias

Pois quem nos move são as nossas perguntas

Leandro Dupré Cardoso

Se você leu até o final eu lhe agradeço. É um bom sinal cujo real caminho desconheço. Mas espero que, afinal, ele te leve a um novo começo.

  • hercules-4240835_1920.jpg
    As sombras no cantinho da bagunça

    Enquanto você não vê, as sombras se expandem.
    Varrer para debaixo do tapete não vai mais adiantar. Apenas oculta o crescimento da poeira que se multiplica, toma forma. Até que essa vida de obscuridade não irá lhe bastar.
    A criatura esquecida também deseja o seu lugar. E irá prestar contas com o seu criador caso não seja assimilada desde cedo.

  • fortune-telling-1989579_1920.jpg
    Mensagens Literais

    Querer é poder. Mentalizar o progresso é o primeiro passo para o avanço em si. Tudo começa no pensamento, nas palavras que você escolhe para te acompanhar ao longo do trajeto. As palavras que mais cultivamos são as que fazem vibrar a personalidade do nosso espírito. Pois a vivacidade do mundo externo nunca deixa de ser reflexo do pulsar interno da alma.

  • flower-887443_1920.jpg
    Fronteiras da Soberania

    Até que ponto a espécie dominante pode reinar sobre as leis naturais às quais deveria estar sujeita? O ser humano tornou-se perito em inverter os papéis da sobrevivência ao adaptar o meio às suas próprias necessidades. Uma habilidade invejável. Tanto quanto perigosa: nosso trono muitas vezes é tão confortável que nem percebemos a fragilidade do castelo que o protege...

  • staging-258631_1920.jpg
    O vírus da discórdia

    Além de higienizar o corpo, é essencial limpar a mente de preconceitos aflorados por conta do medo que possuímos frente a cenários adversos.

  • time-2034990_1920.jpg
    A multiplicação de bits

    O milagre se repete às vistas de todos: a internet se expande a níveis exponenciais cada vez mais surpreendentes. O mundo não para de se digitalizar em uma aceleração que não perde o fôlego. Um ser humano normal consegue acompanhar esse ritmo? Ou estamos fadados a sermos eternos desatualizados?

  • sunset-3740996_1920.jpg
    O olho do monstro

    A palavra "monstro" veio do latim "monstrum". Que por sua vez é derivada do verbo "monstrare", similar ao "mostrar" do português.
    Assim, um monstro nada mais seria do que "aquilo que é mostrado, sinal, advertência". Só isso. Não há nada na origem da palavra relativo a algo necessariamente maligno ou perigoso. Trata-se apenas de uma demonstração da mais pura verdade. E ela dói... É essa realidade dura e difícil de engolir que faz com que vejamos um monstro como um inimigo a ser destruído. Ou pelo menos a ser varrido para baixo do tapete bem depressa...

  • system-2660914_1920.jpg
    Atam-vos nós
    Vida líquida, Lago que vaza sem se conter. Aspirantes do futuro Que não veem o presente correr. Sem atinar, Sem se atentar, Sem tempo. Mas a essência não mente: Apesar de parecerem ausentes Lá estão os laços, Os nós que nos atam Na mesma ...
  • IMG_20190909_233102_311.JPG
    O Pinheiro e a Semente da Discórdia

    Sempre inerte. Preso. Impassível.
    Quando a natureza lhe dá raízes que o fincam à terra não há muito para onde correr.
    É um grande desafio para os vegetais assistirem calados às calamidades que os cercam.
    Mas é no tronco de um desses pinheiros aflitos que a história da Floresta Caduca permanecerá para sempre gravada.

  • wall-3072545_1920.jpg
    Playlist - Vidas em Medley

    Música e literatura podem ser combinadas num ritmo novo. Basta permitir que o ressoar das palavras suavemente lhe carregue para desfrutar de novos níveis de vibração...

  • sunrise-1014712_1920.jpg
    À deriva

    "Quem vem pra beira do mar, ai
    Nunca mais quer voltar.
    Andei por andar, andei
    E todo caminho deu no mar.
    Andei pelo mar, andei
    Nas águas de Dona Janaína.
    A onda do mar leva,
    A onda do mar traz.
    Quem vem pra beira da praia, meu bem,
    Não volta nunca mais."

  • woman-3959676_1920.jpg
    O jogo final

    O ser humano é um animal social. Resistiu como espécie a partir do apoio mútuo de seus grupos. Mas diante de uma ameaça evidente a sua atitude não é muito diferente dos demais: lutar ou correr pela própria sobrevivência em primeiro lugar. Ao ser acuado, a razão foge e dá lugar ao instinto. A ânsia feroz, inconsequente. Destruidora de tudo o que vê pela frente.

  • man-1461448_1920.jpg
    Entrevistando o demônio

    Um método terapêutico que utiliza a empatia nos tratamentos. Um psiquiatra especialista, professor da Universidade de Londres. E uma missão: curar um psicopata em 28 dias.
    Nicholas Flamme não gostava da ideia de ter um dia limite para criar toda a empatia que precisava com o assassino Haryel Kitten, mas o prazo do tribunal era esse. Agora lhe resta conhecer e reabilitar o quanto antes o frio indivíduo com quem interage. A não ser que ele próprio seja envolvido com as lições que o psicopata pretende lhe impor...

  • dragon-1293373_1280.jpg
    Drako e a Elite dos Dragões Dourados

    Voar é o sonho coletivo. O desejo de ir além. Aspiração pela liberdade.
    Só que não se basta: voar sim, mas para onde? O que realmente fazer com a nossa liberdade enfim alcançada? Definir os nossos objetivos é essencial para não pairar às cegas. É preciso saber bem o caminho que se deseja trilhar antes de tirar os pés do chão caso pretenda evitar pousos forçados mais dolorosos...

  • O duplo espelho.jpg
    O duplo espelho: A (auto)reflexividade da obra clariceana “Um sopro de vida (Pulsações)”

    Muito além de obras literárias amplamente reconhecidas, Clarice Lispector nos deixou a lembrança de que a vida é uma fonte abundante de aprendizado de onde se deve beber regularmente a fim de saciar a nossa sede de autoconhecimento.

  • hands-1222866_1920.jpg
    Roda gigante

    O que está acima é como o que está abaixo.
    O que está dentro é como o que está fora.