questionando histórias

Pois quem nos move são as nossas perguntas

Leandro Dupré Cardoso

Se você leu até o final eu lhe agradeço. É um bom sinal cujo real caminho desconheço. Mas espero que, afinal, ele te leve a um novo começo.

O paradoxo do ônibus


hobi-industri-C-zgN_LEKb8-unsplash.jpg

Imagine que você está num ponto de ônibus e o seu ônibus está demorando demais para chegar.

Instintivamente você pensa: "Não vale a pena, não chega nunca! Vou tentar outro ponto. Ou senão ir de metrô, trem, táxi, qualquer outro jeito."

E aí entra o paradoxo: porque nosso pensamento instintivo é de desistir, mas se pensarmos racionalmente, pode-se concluir que se o ônibus já demorou tanto é porque está prestes a chegar (Isso se você está mesmo no ponto que ele passa, obviamente).

Se ele não passou até agora é porque neste exato momento o ônibus está mais perto do que jamais esteve. Ou seja: quanto mais você espera, menos você tende a esperar mais.

Fez muita confusão por aí? Pois as oportunidades funcionam de forma parecida.

Você pode estar muito à espera de alguma e, tomando-se de desespero, pensar em desistir porque ela não deve aparecer mais.

Mas ela aparece. Se não apareceu ainda, é porque tende a estar mais próxima do que nunca de ocorrer. E é preciso estar no ponto para agarrá-la ou senão terá que esperar tudo de novo para pegá-la outra vez.


Leandro Dupré Cardoso

Se você leu até o final eu lhe agradeço. É um bom sinal cujo real caminho desconheço. Mas espero que, afinal, ele te leve a um novo começo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/sociedade// //Leandro Dupré Cardoso