raciocínio paralelo

Uma realidade de percepções sutilmente anômalas

Leonardo Barden

Apesar de tudo, e mesmo assim, afastando-se sorrateiramente da normalidade rumo aos antípodas da mente.

A terra vista do céu, o belo e agonizante processo da vida

A rotina existencial calcada na exploração extrativista, desde os primórdios tem sido encarada como a dadiva do progresso, deteriorando a natureza continuamente a cada instante. As imagens e pesquisas feitas pelo ecologista e fotógrafo Yann Arthus-Bertrand mostram a beleza estonteante da evolução agoniante do Planeta Terra.


835042a72c7dc34c4e38095daf2b04dc.jpg

Absorvida pela esquizofrênica rotina mundana da conquista material, a humanidade assiste passivamente as transformações sofridas pelo planeta em decorrência da atual condição imposta pelo ato de civilizar.

2944b7ad3e8a5c8230b7c7085c126066.jpg

O processo existencial criado por este deteriorante sistema civilizador, por conveniência, decidiu entender que para transpor o caminho evolutivo, a humanidade deveria adotar o pensamento egocêntrico, e conseqüentemente procurar extrair o máximo de proveito da exuberante riqueza natural que se acumulava a sua volta.

af41f3a3cce1d185611cbdefaa0e392d.jpg

E desde então, a exploração extrativista foi o grande trunfo encontrado pela humanidade para dar significado a sua parca existência; abusando da natureza do Planeta Terra como um simples objeto inanimado, o sucesso material e financeiro estaria garantido, e a tão almejada busca pelo progresso se concretizaria.

7c19cd06f56c2595ee754d4529fcdd58.jpg

Porém o que levou a humanidade a tamanho ato de imbecilidade? Ignorância? Ganância? Poder? Inúmeras são as questões que atormentam aqueles que procuram entender a real situação humana.

bd5df4290531b229bfc34950adff54f3.jpg

Em meio a isto emergiram várias teorias científicas a respeito dos processos que mantém a vida na Terra, dentre elas a teoria de Gaia - originalmente proposta por James Lovelock na década de 60 - talvez seja aquela que formulou a mais bela e instigante expressão sobre o planeta: a idéia de que o planeta Terra como um todo é um sistema vivo, auto-organizador.

"Considere a Teoria de Gaia como uma alternativa à sabedoria convencional que vê a Terra como um planeta morto, feito de rochas, oceanos e atmosfera inanimadas, e meramente habitado pela vida. Considere-a como um verdadeiro sistema, abrangendo toda a vida e todo o seu meio ambiente, estreitamente acoplados de modo a formar uma entidade auto-reguladora" - extraído do livro A Teia da Vida de Fritjof Capra (1996).

c8d3c3f91ff5f6a461942a1fbaa4fdd4.jpg

Dentro desta mesma concepção de planeta vivo o fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand, traçou um esplêndido porém melancólico registro sobre as mudanças drásticas e assustadoras que o homem promove junto ao planeta.

"A Terra vista do céu" é um maravilhoso compêndio de fotografias que o francês realizou durante seus 20 anos de viagens e pesquisas pelo globo terrestre. As 130 imagens e os relatos podem ser admirados e lidos, respectivamente, através do site:

http://terravistadoceu.com/sobre-a-exposicao/

08c5ea05e051347dbe5fb948f946ab4d.jpg

As incríveis imagens fotográficas de Yann mostram as exuberantes belezas naturais responsáveis pela concepção da vida na Terra, e ao mesmo tempo demonstram todo desequílibrio que o homem gerou durante os tempos. Uma obra instigante que suscita reflexões e dúvidas a respeito da condição humana. Pois sendo a vida um sistema de conexões auto-regulador, todo o impacto explorativo causado ao meio ambiente ocasionará resultados devastadores a existência da mesma inclusive ao homem egôcentrico e poderoso que insiste em dominá-la.

e25dce531f11c5428ad2775f2ccaf7d3.jpg


Leonardo Barden

Apesar de tudo, e mesmo assim, afastando-se sorrateiramente da normalidade rumo aos antípodas da mente. .
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/artes e ideias// @destaque, @obvious //Leonardo Barden