radar

novos nomes da cultura

gustavo cramez


Sou Designer Gráfico e tenho uma grande paixão por artes e computadores, adoro criar, tanto para mim como para os outros. Adoro fazer trabalho vectorial e mexer com a cabeça das pessoas com o meu trabalho.

A minha especialidade é desenho vectorial, trabalho muito com espaços negativos mas gosto muito de outras variantes do design como o design editorial e web design. Nesta fase da minha carreira quero completar os estudos mas continuar a aprender mais, sonho em um dia ter a minha própria agência de design e trabalhar com a minha equipa, mas até lá vou aproveitando as virtudes do freelance.

Biografia Sou estudante de Design de Comunicação, tenho 24 anos e sou de Coimbra, Portugal. Quando entrei para a escola secundária ainda estava um pouco perdido em relação ao que queria fazer no meu futuro, um pouco como a maioria dos jovens nessa idade, após escolher o curso de ciências senti-me perdido e que estava no lugar errado, pouco tempo depois apresentaram-me um curso de multimédia que podia frequêntar na mesma escola, arrisquei. Aí descobri o design pela primeira vez, senti um clique que nunca senti antes, algo que me disse que era o que queria fazer para o resto da vida. O que de certa forma faz todo o sentido, a minha família sempre esteve ligada ás artes e os computadores já eram uma paixão, por isso o resultado foi simples e óbvio, juntar as duas paixões.

Recentemente o meu trabalho tem sido reconhecido e tenho ganho bastante projecção. Sinto que a minha carreira está a ganhar a direcção que sempre quis. O meu sonho é ganhar um espaço no mundo do Design. E vou conseguir!

Trabalhos recentes

Veja mais informações no site do autor


benjamin mendes

There are those that look at things the way they are, and ask why? I dream of things that never were, and ask why not?.
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/// //benjamin mendes