Carolina Vila Nova

Brasileira, 41 anos, formada em Tecnologia em Processamento de Dados, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas. Atua numa multinacional na área administrativa como profissão. Escritora, colunista e roteirista por paixão. Poliglota. Autora de doze livros publicados de forma independente pelo Amazon, além de quatro roteiros para filme registrados na Biblioteca Nacional. Colunista no próprio site www.carolinavilanova.com e vários outros na internet.
Youtuber no canal Carolina Vila Nova, que tem como objetivo divulgar e falar sobre as matérias do próprio site.


Carolina Vila Nova é autora dos seguintes livros:

"Minha vida na Alemanha" (Autobiografia),
"A dor de Joana" (Romance),
"Carolina nua" (Crônicas),
"Carolina nua outra vez" (Crônicas),
"Vamos vida, me surpreenda!" (Crônicas),
"As várias mortes de Amanda" (Romance),
"O dia em que os gatos andaram de avião" (Infantil),
"O milagre da vida" (Crônicas),
"O beijo que dei em meu pai" (Crônicas),
"Nosso Alzheimer" (Romance) e
"Quero um amor assim" (Crônicas).

Todos disponíveis no site www.amazon.com e www.amazon.com.br
Mais matérias e informações em: www.carolinavilanova.com

Vamos vida, me surpreenda!

Para que a vida possa mesmo nos surpreender, devemos estar abertos para isso!


vamos vida me surpreenda carolina vila nova.jpg

Frase de efeito na rede, dentre tantas outras que passam por nós “mouse abaixo”, nos tocam alguns segundos e se esvaem de nossas memórias logo em seguida. Devido às publicações repetidas, paramos para refletir um pouquinho mais sobre umas e outras.

A frase acima é extraordinária, intensa. Mas quantos se identificam com ela realmente? Eu a sinto de corpo e alma. Mas às vezes me pergunto, se sou eu uma das únicas a acreditar que a vida deveria ser assim.

A afirmação no modo imperativo é um chamado para a vida, para todo o universo: Simplesmente seja! Faça o que quiser! Eu acompanho! Acredito que será bom! Seja o que for!

Gosto da frase, a recebo na alma. Mas me entristece a sua não verdade no modo coletivo.

Onde estão os que realmente se abrem para a vida? Onde estão os que amam sem temer e se declaram? Onde estão os que sorriem sem olhar a quem? Os que não se preocupam com o amanhã, mais do que com o agora? Onde estão os que sabem viver o instante momento? Alguém pode me indicar o caminho?

Procuro os que estão dispostos a dizer sim para a vida, os que estão prontos a deixar pra trás aquilo que os acorrenta a uma vida “estável”, os escravizando à mesmice e monotonia de uma iludida existência, no fundo medíocre e sem vida. Procuro os que sabem, que viver é mais importante do que pagar as contas. Procuro os que se preocupam com o desejo de amar agora, mais do que com o desejo de amar amanhã, e que entendem o significado disso.

Procuro os que encontram na loucura a sua maior liberdade, o seu maior descanso. Procuro os que expressam o amor e o sorriso numa situação difícil. Procuro os que preferem sair da cama para viver o dia. Procuro os que propagam o bem.

Busco os que são fiéis à si mesmo e então à sua própria existência. Busco os que tem fé e esperança. Os que são capazes de aceitar a vida como ela é, com a certeza de que é o que simplesmente deve ser. Busco os que sabem a diferença entre o momento de lutar e de aceitar, e os encara, ambos, com um sorriso.

Procuro sim os que choram, pois os falsos fortes cansam com sua fraqueza enrustida. Procuro os que sentem. Procuro a sensibilidade do se enxergar no outro.

“Vamos vida, me surpreenda”!

Aceito o que for, que seja!

Me surpreenda com um amor declarado, uma admiração sem inveja e pessoas de almas transparentes! Me surpreenda com o sorriso de uma criança, com o canto de um pássaro e um vento em minha face!

Venha vida, como quiser!


Carolina Vila Nova

Brasileira, 41 anos, formada em Tecnologia em Processamento de Dados, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas. Atua numa multinacional na área administrativa como profissão. Escritora, colunista e roteirista por paixão. Poliglota. Autora de doze livros publicados de forma independente pelo Amazon, além de quatro roteiros para filme registrados na Biblioteca Nacional. Colunista no próprio site www.carolinavilanova.com e vários outros na internet. Youtuber no canal Carolina Vila Nova, que tem como objetivo divulgar e falar sobre as matérias do próprio site. Carolina Vila Nova é autora dos seguintes livros: "Minha vida na Alemanha" (Autobiografia), "A dor de Joana" (Romance), "Carolina nua" (Crônicas), "Carolina nua outra vez" (Crônicas), "Vamos vida, me surpreenda!" (Crônicas), "As várias mortes de Amanda" (Romance), "O dia em que os gatos andaram de avião" (Infantil), "O milagre da vida" (Crônicas), "O beijo que dei em meu pai" (Crônicas), "Nosso Alzheimer" (Romance) e "Quero um amor assim" (Crônicas). Todos disponíveis no site www.amazon.com e www.amazon.com.br Mais matérias e informações em: www.carolinavilanova.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Carolina Vila Nova