• win.jpg
    Sebastião Salgado pela objetiva de Wim Wenders

    Quando um dos mestres do documentário biográfico decide filmar sobre um fotógrafo, pode tornar-se difícil ultrapassar a imensidão das imagens. Ambos, Salgado e Wenders, sabem delas: da composição ao contraste. Mas em "O Sal da Terra" explica-se também o que há para além delas, para além do olho que, por detrás da câmara, abraça a realidade. A profunda transformação do observador e do observado. O testemunho e o nascimento de uma trágica esperança num mundo que é afinal possível de ser salvo.

  • X-Anthony-mccall5.jpg
    A arte de McCall, entre o projetor e o projetado

    A arte de Anthony McCall não está no filme, mas na sua projeção. No descontruir do desenho refratado pela luz de um projetor.

  • vhils_07.jpg
    VHILS, dissecando o bicho urbano

    A cidade, esse amontoado de velhos edifícios, fornece a tela e a tinta necessárias para Alexandre Farto (des)construir realidades e camadas de embrenhada sociedade.

  • celia-2.jpg
    Esculturas voadoras

    A escultora inglesa Celia Smith cria em arame pássaros que nos fazem voar a outras dimensões.

  • fernandopessoa_almadanegrei.jpg
    Uma livraria desassossegada

    A intemporalidade espacial de um homem, uma obra, um "livro".

  • von-trier.jpg
    Lars von Trier, a obsessão pela incapacidade humana

    A obsessão pela incapacidade humana, gosto de lhe chamar assim. Afinal somos isso mesmo, incapazes. À partida devotos a reprimir instintos em prol de uma civilização que nos alimenta as necessidades supérfluas. A verdade é que quando são básicas, o devotismo perde-se e a besta desperta.

  • images (1).jpg
    "O teu direito de janela – o teu dever de árvore."

    Friedensreich Hundertwasser libertou-se das linhas retas, instrumentos do diabo, contruindo telhados verdes que mais não fazem do que proteger o homem de si próprio: colocando-lhe a natureza em cima da cabeça e debaixo do nariz.

  • obvious.jpg
    El Empleo : uma das melhores curtas metragens de sempre

    "El Empleo" realizado por Santiago Bou Grasso em 2008, tem-se afirmado como uma das melhores curtas de animação neste ano.

  • 616085.jpg
    Kamal Muhammed – sobre a (não) identidade de um mundo global

    Charu, a (não) personagem principal deste filme, partilha um apartamento com amigos em Bombaim, aquela que é a cidade mais densamente habitada da Índia. Quando um pintor cai no chão da sua sala de estar sem documentos, ou algum tipo de referência, Charu vê-se obrigada a procurar a identidade daquele homem. Entre o frenesim da grande cidade, aquela ou qualquer outra no mundo, caminha em busca do que afinal escasseia para toda a raça humana.

  • 381745612_640.jpg
    Entrevista Gonçalo Tocha, na órbita do cinema português

    Depois do Corvo, e a convite do produtor responsável por “Guimarães – Capital Europeia da Cultura 2012”, Gonçalo e Dídio passearam-se por Guimarães para realizar "Torres e Cometas". Guimarães, cidade berço da Nação Portuguesa onde se pensa ter nascido D. Afonso Henriques, aquele que seria em 1143 o primeiro rei de Portugal. Com a câmara e o microfone às costas, coisa que lhes começa já a ser característica, descobrem e contam um pouco da história (das estórias) do lugar, do país e daquela que é a cultura portuguesa.