renzo mora

Cultura Pop, Pretensão e Água Benta

Renzo Mora

Renzo Mora é escritor e roteirista. Publicou os livros "Cinema Falado"; "Sinatra - O Homem e a Música"; "Fica Frio - Uma Breve História do Cool" e "Frank, Dean & Sammy: 3 Homens e Nenhum Segredo"

Barbra Streisand – A Chata Divina Está de Volta

Quando Barbra canta, somos obrigados a perdoar tudo


420x420xbarbraback.jpg.pagespeed.ic.bFVs2Mg0Vx.jpg

Barbra Streisand está de CD novo - Back to Brooklyn é seu oitavo álbum ao vivo.

Como sabem os fãs, isto significa que - entre uma canção e outra - somos obrigados a ouvir sua pregação política de sempre, sermos lembrados de como ela é humanista, liberal, de esquerda, antenada com os direitos humanos, digna de um Nobel da Paz.

Tudo isto deveria afastar qualquer ouvinte razoável.

O problema é que, em meio ao mesmo discurso habitual, ela canta.

E aí a coisa complica – porque poucos seres humanos cantaram como Barbra Joan Streisand.

Quando a orquestra toca, ela interpreta Here’s To Life.

E ela a trata de forma a rivalizar com a maior interpretação da canção até então – a versão de Shirley Horn.

Quando alguém encara de igual para igual a cantora favorita de Miles Davis estamos, obviamente, em outro território artístico, um que só abre as portas para muito poucos. E daí Barbra encontra sutilezas na canção que nenhum outro cantor poderia encontrar.

Observe como aos 45 segundos, ela prolonga o I.

Ela não canta.

Ela conta uma história.

E aí somos obrigados a engolir toda a sua discurseira, porque o que ela nos oferece é muito mais importante que todo o resto.

O CD tem participações de (por que, Deus?) Il Volo (o grupo de tenores mais chato do mundo) e de seu filho Jason Gould. E até isso é perdoável.

A chata da Barbra está de volta.

Graças a Deus!


Renzo Mora

Renzo Mora é escritor e roteirista. Publicou os livros "Cinema Falado"; "Sinatra - O Homem e a Música"; "Fica Frio - Uma Breve História do Cool" e "Frank, Dean & Sammy: 3 Homens e Nenhum Segredo".
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// @destaque, @obvious //Renzo Mora