renzo mora

Cultura Pop, Pretensão e Água Benta

Renzo Mora

Renzo Mora é escritor e roteirista. Publicou os livros "Cinema Falado"; "Sinatra - O Homem e a Música"; "Fica Frio - Uma Breve História do Cool" e "Frank, Dean & Sammy: 3 Homens e Nenhum Segredo"

Nelson Ned, o Gangsta Singer autêntico

Em termos de perigo, Nelson Ned era the real McCoy


Nelson_Ned_LNCIMA20140105_0095_5.jpg

Enquanto rappers como Ice-T, Eazy-E, 50 Cent e Snoop Dogg pateticamente se esforçam para parecerem bandidos, adotando caricaturas do que eles imaginam serem os marginais das ruas, Nelson Ned era um gangsta autêntico, convivendo e conquistando a amizade e a admiração de traficantes mundiais.

A diferença é que, além dos narcotraficantes, Nelson era capaz de comover gente como Gabriel García Márquez, Nobel de literatura de 1982. Como conta o pesquisador Paulo Cesar de Araújo, em resposta a Chico Buarque, que perguntou que tipo de música seriam seus romances, ele respondeu: "Gostaria que fossem um bolero composto por você e cantado pelo Nelson Ned".

A admiração do escritor pelo cantor de 1,12m de altura tem sido usada para legitimar a obra de Nelson.

Mas é bobagem imaginar que Nelson precisasse de qualquer aval.

Ele foi foi o primeiro latino-americano a vender 1 milhão de discos nos Estados Unidos (E, se você acha que é muito, vale lembrar que ele vendeu 45 milhões de álbuns ao longo de sua carreira).

García Márquez não teve nada a ver com o fato dele lotar o Carnegie Hall - não uma, mas três vezes. Aliás, lotou também a arena principal de Nova York, o Madison Square Garden. (“If you can make it there/ You'll make it anywhere” cantava Francis Albert Sinatra em “New York, New York”)

Quando escreveu Diário de um Cucaracha, sobre seu tempo nos EUA em 1972, o cartunista Henfil ficou impressionado com a devoção que “El pequeño gigante” despertava na audiência americana, com direito a especiais na TV e tratamento de estrela.

Os gangsta rappers provavelmente se encolheriam de medo diante da ferocidade de Pablo Escobar, que conquistou o posto de sétimo homem mais rico do mundo dado pela Forbes com uma infinita trilha de sangue deixada, entre outros atos, pela morte de três candidatos à presidência da Colômbia, pela explosão do voo Avianca 203 e do prédio de segurança de Bogotá em 1989.

Pablo era, dentro de seu código, um cavalheiro: Mandava cartas para suas vítimas, convidando-as para seus respectivos enterros, e seus capatazes as executavam precisamente na data marcada para o funeral.

Mas, diante de Nelson, Pablito era só gentilezas: Toda vez que se apresentava na Colômbia, Ned era visitado nos camarins por Escobar ou seus executivos, que o cobriam de mimos como mulheres e cocaína.

O poder se rendia à força da arte.

Como ele mesmo contou em sua biografia "O Pequeno Gigante da Canção": "Quando a pessoa cheira duas carreirinhas de dois centímetros de cocaína pura, sente uma travação total... a cocaína que eu cheirava era deste tipo. Eu trazia para o Brasil quando vinha de Miami. Mantive contato com a alta cúpula do cartel de Medellín e de Cali. Os chefões da cocaína iam a Miami para assistir meus shows. Chegavam lá não como traficantes, e sim como biliardários, acompanhados de suas amantes. Colocavam seus Rolls-Royces e iates à minha disposição... Eles me idolatravam, me consideravam o Sinatra do cartel de Medellín... eles me davam relógios de ouro, solitários de brilhante, me tratavam com muito carinho e respeito. E nem pediam para eu cantar. Só queriam desfrutar da companhia de Nelson Ned, porque eu era um ídolo na Colômbia"

Este estilo de vida, entretanto, cobrou um preço. Viciado em drogas e álcool, Nelson chegava a consumir até um litro de uísque por dia e tentou assassinar a esposa Maria Aparecida a tiros. Seus vícios consumiram todos os seus ganhos e ele enfrentava problemas financeiros ao falecer em 5 de janeiro de 2014, aos 66 anos.

Sua glória passou.

Tudo passa.

Mas Nelson já sabia disso.


Renzo Mora

Renzo Mora é escritor e roteirista. Publicou os livros "Cinema Falado"; "Sinatra - O Homem e a Música"; "Fica Frio - Uma Breve História do Cool" e "Frank, Dean & Sammy: 3 Homens e Nenhum Segredo".
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/recortes// @destaque, @obvious //Renzo Mora