resumindo e substituindo o mundo

Um espaço para comunicação e expressão sob todas as formas

Marina Baitello

Sou observadora de vidas. A vida não é o que lhe acontece, mas aquilo que se recorda e a maneira como se recorda. A vida é um monte de acasos que fazem sentido... Escrevo apenas olhando.

SAINDO DE CASA – A ROTINA E O TOC

Um pequeno momento de uma menina com TOC tentando viver... Ela tenta sair de casa a todo custo a despeito de dúvidas e conflitos. Será que ela vencerá as barreiras de seus portões? E as amarras de sua mente? Mergulhe nos pensamentos desta menina e em sua trágica e cômica rotina, que reflete a realidade de milhares de pessoas que vivem em silêncio tentando viver repetindo sempre.


pares de sapatos empilhados.jpg

Saía de casa. Checo se estou com brincos, relógio e anel. Checo se são todos dourados. Olho para os pés. Sapatos negros com lacinhos. Estou pronta, penso. Ah! Bolsa negra com ferragens douradas. Estou pronta desta vez, penso.

eradojazz89.jpg

Ah! Brincos, relógio, anel... Sapato, lacinho, bolsa... Estou pronta, penso desta vez. Vou sair. Tranco minha porta da sala na fechadura de cima e na fechadura mais abaixo. Penso... A chave é boa e as duas fechaduras também... Mas tudo pode falhar nesta vida... Destranco tudo e tranco novamente. Começo a sacudir bem a porta para ouvir o estrondo de porta trancada... Parece-me trancada...

portas1.jpg

Ah! Me lembrei! Os brincos, relógio, anel, bolsa, sapatos, lacinho... Estão ali. Estou quase pronta. Destranco tudo e tranco novamente para garantir. Sacudo bem a porta para escutar o estrondo... Este estrondo me soa como música... Parece-me tudo trancado. Dou poucos passos até o portão e abro. Saio e fecho o portão e parece-me bem fechado. Mas o que não pode falhar nesta vida? Se caem raios na cabeça de pessoas quem dirá que a fechadura de meu portão não pode falhar? Abro e fecho umas três vezes meu portão e me parece um bom portão este meu... Penso, ali, de frente para minha casa, já na calçada mas sem sair do lugar... Ah! Lembro-me do perfume: Cheiro de flor para homens... Cheiro de fruta para trabalhar... Cheiro de mulher para viver... Cheiro de noite para noite, roupas de noite, noites de sonho... Cheiro algum quando estou sem vontade... Mas qual era o cheiro de hoje? Era bom eu me lembrar pois errar de cheiro me faz voltar tudo e recomeçar a me vestir!

PERFUME E TEC.jpg

Lembrei que estava com cheiro de nada... Ganhei o cheiro de bolsa, uma colônia na bolsa para emergências e para quando não quero ter cheiro de nada... Cheiro de madeira, de floresta, de chuva... Cheiro de bolsa... Acho que estou pronta e caminho até o carro e... Os óculos... Primeiro escuros: quadrados elegantes, redondos mais informais, de gatinho, cor de vinho, pretos, marrons... Tenho uma centena mas só servem os de gatinho. Penso... Se meu óculos de gatinho não estiver ali será um péssimo dia, melhor voltar para trás... Os óculos de gatinho estavam ali... Bom...

tumblr_mf22udxPAX1rko4uyo1_500.png

Kodifik_blog_oculos_de_gatinho1_2011.png

Entro no carro. Ligo e desligo. Meus óculos de leitura... Pensei em vários mas como é uma segunda só servem os negros... Só assim para afastar a má sorte da semana... Procuro desesperadamente na bolsa e não encontro. Começo a ficar tensa até bater em meu rosto e perceber que estão bem no meu nariz...

oculos.jpg

óculos.png Minha gaveta... Todos para ler... Todos para escolher... Todos os dias...

Ligo o carro e desligo. Anel, bolsa, relógio, brincos, sapatos, lacinho... Cheiro de bolsa e óculos de sol de gatinho... Penso que as fechaduras funcionam muito bem há anos... O portão me parece bom... Mas será? Será que está tudo combinando mesmo? E este lacinho? Parece-me um tanto tortinho, pode cair, posso perde-lo... Talvez seja bom rever as trancas e o portão. Não consigo mais ligar o carro. Saio do carro, entro em casa e recomeço. Mas e meu compromisso? E a vida? Veja bem... Primeiro o anel, brincos, relógio...

menina triste.jpg


Marina Baitello

Sou observadora de vidas. A vida não é o que lhe acontece, mas aquilo que se recorda e a maneira como se recorda. A vida é um monte de acasos que fazem sentido... Escrevo apenas olhando..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @destaque, @obvious //Marina Baitello