retalho de luz

Conteúdo fotográfico interessante, para quem se interessa.

Eliane Terrataca

Jornalista, SM, viciada em música, apaixonada por livros e tarada por fotografia. Acompanhe também seu blog - Fós Grafê (www.fosgrafe.com)

A fotografia não contextualizada não diz nada

Ninguém consegue compreender o que é desconhecido. Descubra porque na fotografia não é diferente.


Vou iniciar a reflexão de hoje com um trecho que extraí do livro A Imagem Precária, de Jean-mar Schaeffer: "... a imagem não quer dizer nada e não diz nada, mostra. Mas poderíamos tentar acomodar a teoria do segundo tipo de interpretação: a imagem, na verdade, não nos diz nada, ela nos mostra alguma coisa, mas ao nos mostrar alguma coisa, ela quer nos dizer alguma coisa. Em outras palavras, o que ela nos mostra 'simboliza' uma mensagem" (p. 204) Resumindo, a fotografia é apenas uma tentativa de nos dizer alguma coisa. A imagem nunca poderá nos enviar uma mensagem se ela não estiver contextualizada. Destacando que a contextualização pode acontecer por duas maneiras: quando está acompanhada de uma estratégia comunicacional precisa (o que, geralmente, inclui texto), ou quando os componentes representados na fotografia já fazem parte da realidade do observador.

O mais louco de tudo é tentar compreender a maleabilidade interpretativa deste processo, já que o observador/receptor possui uma interpretação receptiva, composta pela contextualização fornecida pelo fotógrafo e pelo seu próprio conhecimento cultural. Em outras palavras, se você nunca presenciou/experimentou ou se informou a respeito do fato representado na imagem, você não terá a capacidade de compreendê-la. Logo, a fotografia não contextualizada não diz nada!

A imagem abaixo lhe transmite alguma mensagem ou lhe deixa confuso?

tartan-ribbon-maxwell-1024x837.jpg

E se eu lhe disser que esta é a primeira fotografia colorida da história? A foto é de autoria do físico, filósofo e matemáticao James Clerk Maxwell, em 1861. A imagem ficou conhecida como "Tartan Ribbon", ou, em português, fita escocesa.

Conseguiu entender o que eu quis dizer?


Eliane Terrataca

Jornalista, SM, viciada em música, apaixonada por livros e tarada por fotografia. Acompanhe também seu blog - Fós Grafê (www.fosgrafe.com).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Refletindo sobre fotografia// @destaque, @obvious //Eliane Terrataca