sem receita

Soluções espontâneas e esporádicas para o tédio da alma.

Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas.

Atomic Overlook: a Beleza das Explosões Atômicas

E se os testes nucleares acontecessem hoje? Qual seria nossa reação? A resposta pode estar na incrível série de fotografias de Clay Lipsky. Atomic Overlook é mais do que uma crítica, é um alerta.


Atomic Overlook é um projeto do fotógrafo Clay Lipsky. O projeto consiste em uma série de fotografias que simulam pessoas observando explosões nucleares em vários pontos turísticos.

Lispky deixa bem claro que o trabalho é uma recontextualização do tempo da Guerra Fria e os testes nucleares.

 Clay Lipsky's Atomic Overlook.jpg

Fortemente impressionado pelas imagens de testes nucleares televisionadas durante sua infância, Lipsky cria uma série provocante e reflexiva. Segundo ele, a intenção é "manter a realidade da nossa era pós-atómica fresca e onipresente".

Todo o temor sentido pelo mundo nos anos 50, hoje seria transformado em mero espetáculo?

Para Lipsky se os testes acontecessem hoje, na era da informação, eles poderiam ser vistos por todos. E seriam só mais um espetáculo, dos quais as pessoas tirariam fotos e as compartilhariam em redes sociais.

 Clay Lipsky's Atomic Overlook.jpg

As imagens seriam reproduzidas pelo mundo tudo, sendo vistas por milhões de pessoas, gerando a banalização de algo ruim, perigoso e sério. Transformando o assunto em algo sem muita importância, corriqueiro e fútil.

Atomic Overlook é uma crítica a nossa sociedade do espetáculo, na qual acontecimentos, desastres e a dor de pessoas são banalizadas por pessoas famintas por informação, mas que não conseguem tempo suficiente para digerir o que consomem.

As imagens foram realizadas com técnica de sobreposição. Ele utilizou imagens de explosões nucleares e fotos de pessoas em lugares turísticos ou paisagens naturais.

Os personagens de suas fotos aparecem tranquilos, totalmente à vontade, olhando as explosões nucleares como se fosse algo normal, um fato comum e sem muita importância. Sendo só mais um espetáculo.

As composições de suas fotos apresentam uma harmonia perfeita, gerando um sentimento de admiração, e um estranhamento provocado pela beleza de algo que não queremos admirar. O sentimento de que algo está errado é inerente, mas é impossível não admirar a sutileza e beleza das paisagens criadas.

Um incrível trabalho crítico, que também serve de alerta.

Se gostou, perca seu tempo no site do artista, aqui.

 Clay Lipsky's Atomic Overlook.jpg

goclaygo-501c1b81116c950.jpg

goclaygo-501c1b83116c958.jpg

goclaygo-501c1b86116c96b.jpg

goclaygo-501c1b89116c97b.jpg

goclaygo-501c1b89116c97e.jpg

goclaygo-501c1e2c116c9d5.jpg

goclaygo-5012c2d6115e4c5.jpg

goclaygo-501c1b85116c967.jpg


Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 8/s/geral// @destaque, @obvious //Camilo Alves Nascimento