sem receita

Soluções espontâneas e esporádicas para o tédio da alma.

Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas.

Quadrinhos Eróticos Parte 2: Garotas de Tóquio de Frédéric Boilet

Garotas de Tóquio de Frédéric Boilet, é uma Graphic Novel erótica, que abusa de delicadeza e recursos artísticos variados. Através do uso da metalinguagem, Boilet cria uma verdadeira obra poética, descrevendo de maneira brilhante as verdeiras sutilezas do erotismo. Leitura obrigatória, não só para os que gostam de erotismo, mas para todos que gostam de poesia, literatura e graphic novels.


Garotas de Tóquio é o nome do trabalho do artista Frédéric Boilet, no qual encontramos uma coletânea de contos eróticos. Boilet é um quadrinhista francês, naturalizado japonês, fato que reflete no estilo de seus desenhos.

Suas histórias tem como temas recorrentes as mulheres, em um misto de autobiografia e ficção.

garotas de tóquio.jpg

Em Garotas de Tóquio ele transforma o erotismo em poesia, as histórias quase não possuem falas, mas são verdadeiros poemas visuais. Uma metalinguagem erótica e extremamente bela.

As histórias são ilustradas utilizando técnicas variadas: fotos tratadas, desenhos e até mesmo aguarelas. Ao todo Garotas de Tóquio traz 7 histórias curtas, todas carregadas de delicadeza, romantismo e leveza, sendo ao mesmo tempo altamente sensuais.

Boilet mostra traços de uma sensibilidade latente, que faz com que o erotismo presente se transborde do visual/textual para a ideia de arte em si.

A Graphic Novel é uma obra de arte, que mesmo com seu teor erótico, agrada até os mais conservadores.

12.jpg

Garotas de Tóquio poderia ser facilmente vendida como um livro de ilustrações artísticas, não fosse pelo fato de que só faz sentido dentro dos seus textos monossilábicos. Sendo essa uma outra característica marcante do trabalho.

Os diálogos são pontuais, minimalistas, se restringindo a menos do que o necessário. O quê interessa aqui não é só o roteiro, mas sim o enlace de todos os aspectos da obra. É normal o leitor ter a sensação de cumplicidade e intimidade durante a leitura.

Mérito de Boilet, que constrói suas histórias por um caminho contrário ao comum. Ele descreve, e não só retrata, as verdadeiras faces do erótico.

Leitura obrigatória, não só para os que gostam de erotismo, mas para os que gostam de poesia, literatura e graphic novels.

Para saber mais, perca seu tempo aqui. No Brasil saiu pela editora Conrad. elles-frederic-boilet.gif

garotasdetoquio-003.jpg

emilie2.jpg


Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/Erotismo// //Camilo Alves Nascimento