sem receita

Soluções espontâneas e esporádicas para o tédio da alma.

Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas.

Death: a Lenda Perdida do Rock.

Death é uma banda de rock dos anos 70, que estava muito a frente do seu tempo. Sem nenhum explicação aparente, eles sumiram do cenário, deixando pra trás um álbum esquecido, recheado de músicas que abusam de guitarras e arranjos maravilhosos. Death é mais uma das incríveis lendas do rock, e que definitivamente merece ser escutada.


Death é uma banda dos anos 70, mas exatamente de 1971. Formada por três integrantes negros, algo incomum para as bandas de rock da época, ela sumiu do cenário após não conseguir fechar contrato com a sua gravadora, a Columbia.

DEath.jpg

Segundo a lenda, eles não conseguiram o contrato por serem negros, no entanto a história atual, que veio à tona, com o lançamento do álbum intitulado "For the whole world to see" , é que o contrato com a gravadora não aconteceu por causa do nome da banda, Death (Morte).

A gravadora achou o nome forte demais, porém os integrantes do Death se recusaram a trocar o nome, e é aqui que começa a lenda, por que eles não procuraram outra gravadora? Por que simplesmente se retiraram do cenário?

O álbum é composto de 7 músicas, retiradas de singles da banda, que ficaram esquecidos em algum porão.

Formada pelos irmãos David, Bobby e Dannis Hackney a banda mesclava um pouco de todas as influências da época, mas o que se percebe é uma pegada cheia de guitarras e arranjos sensacionais. Há uma forte influência de garage rock e punk.

É com certeza um disco a frente do seu tempo, a faixa que abre o trabalho, Keep on knocking on the door, lembra o Foo Fighters. Death é uma banda que deve ser escutada, se não pelo som, pela lenda a sua volta.


Camilo Alves Nascimento

Escritor por natureza, mesmo sem saber sobre o que escreve. Mineiro que gosta de rock, apaixonado pela beleza urbana e por todas as suas sutilezas. Insone, ex-fumante, que busca incessantemente entender a mediocridade humana, inclusive a sua. E acredita cegamente que um bom café pode salvar vidas..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/Música// @destaque, @obvious //Camilo Alves Nascimento