sem trocadilhos

arte: garantindo minha sanidade desde 1990 e algumas bolinhas

luísa d.s.

Quando pedem para eu me descrever, eu mudo de assunto. Falo de Luísas e Louises, e de alguma forma, (me) satisfaço.

Top 10 pontos culturais para conhecer em São Paulo

Vai vir a São Paulo e quer conhecer além dos pontos turísticos já consolidados? Gosta de um programa cultural diferente? Conheça os 10 lugares mais interessantes e inusitados.


av-paulista1.jpg Avenida Paulista O publicitário Washington Olivetto uma vez disse: “… O grande fascínio de São Paulo é parecer-se com muitas cidades ao mesmo tempo e, por isso mesmo, não se parecer com nenhuma.” Então resolvi pedir umas dicas para minha colega Clara Rocca, que de São Paulo sabe muito, e dizer para essa brasiliense recém-chegada (eu), quais eram os lugares nessa cidade que não pára que mais a fascinam. E aí ela me mandou essa lista: centro cultural São paulo.jpg Centro Cultural São Paulo. Foto: Alexandre Diniz.

1) Centro Cultural São Paulo: Localizado ao lada estação Vergueiro do metrô, o espaço oferece espetáculos e cursos culturais multidisciplinares além da Coleção de Arte da Cidade, a Discoteca Oneyda Alvarenga, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, o Arquivo Multimeios e um conjunto de bibliotecas. O mais bacana é que a arquitetura do Centro é lindíssimo. A programação tem um preço acessível e está sempre cheio de gente. Tem uma lojinha super cool chamada “Endossa” e um cafézinho ótimo. Às vezes gosto de ir lá só para esticar uma canga e ficar no terraço de gramado, lendo e descansando. http://www.centrocultural.sp.gov.br/index.asp

2) Praça Victor Civita: Localizada em Pinheiros, perto da Marginal, é de longe a minha praça favorita na cidade. Antes o local era contaminado com substâncias tóxicas e passou por uma transformação. O projeto arquitetônico é incrível, todo baseado em pesquisas de sustentabilidade. Um gigantesco deck de madeira, que oferece além de aparelhos de ginásticas, pista de caminhada, atividades regulares como ioga, Pilates e pinturas em tecido, também tem um palco que oferece ao público diversas programações culturais gratuitas. http://pracavictorcivita.org.br/

3) Galeria do Rock: Independente do estilo, todo jovem deve conhecer a galeria. Mais do que um grande centro comercial, o espaço é um mix de comportamentos, de arte e de música. Quase um laboratório do universo jovem. Várias tribos que convivem em um mesmo espaço. É impossível sair de lá sem querer levar uma coisa ou outra e sem querer voltar. http://www.galeriadorock.com.br/blog/

4) Praça Roosevelt: A Praça Roosevelt, é conhecida por abranger diversos teatros e bares, virando ponto de referência para muitos artistas e conquistou um público fiel da boemia paulistana. Entre todas as atrações, se destaca, ao meu ver, a companhia de teatro experimental, Os Satyros (http://www.satyros.com.br).

5) Beco do Aprendiz + Beco do Batman: São Paulo é referência da cultura urbana no país e basta dar uma volta por onde quer que seja e é possível apreciar diversos grafittes pelos muros paulistanos. O Beco do Aprendiz, localizado entre as ruas Belmiro Braga e Padre João Gonçalves, é considerado uma grande galeria ao ar livre com 54 painéis. Além do mais, vira e mexe, sempre tem eventos culturais gratuitos muito bacanas que lotam o local. Também, na Vila Madalena, e mais famoso, o Beco do Batman, que fica entre as ruas Gonçalo Afonso e Medeiros Albuquerque, traz em seus muros obras de famosos grafiteiros e ainda é possível tomar um bom café na Tag and Juice (http://www.tagandjuice.com.br/), lojinha e galeria voltada para a cultura urbana.

286_1110-galeria-rock.jpg Galeria do Rock. estação da luz.jpg Estação da Luz.

6) Jazz nos Fundos: Escondido em um estacionamento no bairro da Vila Madalena, o bar faz jus ao nome. Um local para apreciar uma boa música instrumental ao vivo, acompanhado de vinho e petiscos. Com um clima descontraído, a decoração traz objetos catados nas ruas e fazem da visita ao espaço underground uma experiência marcante. http://jazznosfundos.net

7) Galeria Vermelho: A Vermelho é uma das, senão a minha galeria de arte contemporânea preferida na cidade. A programação é sempre excelente e de quebra, é possível desfrutar de uma deliciosa refeição no restaurante de gastronomia contemporânea, Sal (http://www.salgastronomia.com.br/). http://www.galeriavermelho.com.br/ 8) Caixa Cultural Sé: Localizado na Praça da Sé, marco zero da cidade, o Museu da Caixa é patrimônio histórico paulistano, com um acervo de objetos de decoração da década de 30, o prédio é muito interessante, vale a pena conferir. http://www.caixacultural.com.br

9) Pinacoteca + Passeio no Parque da Luz e na Estação da Luz: Todos os guias de turismos indicam a Pinacoteca do Estado de São Paulo como visita obrigatória para quem quer conhecer a cidade. Sim, o museu é incrível, porém, vale a pena dar uma volta aos seus arredores. Um passeio pelo Parque da Luz, uma visita a lindíssima Estação da Luz, que fica na frente de museu. http://www.pinacoteca.org.br/

10) O instituto, localizado em Pinheiros, é referência na arte contemporânea. E de quebra dá para comer no buffet maravilhoso do restaurante Santinho (http://www.restaurantesantinho.com/) dentro do próprio instituto. O lugar encanta pelo projeto arquitetônico feito por Ruy Ohtake. Impossível passar despercebido pelo prédio de espelhos listrados, rosas e pretos, com curvas, formas e cores deslumbrantes. http://www.institutotomieohtake.org.br

othake1.jpg Instituto Tomie Ohtake.


luísa d.s.

Quando pedem para eu me descrever, eu mudo de assunto. Falo de Luísas e Louises, e de alguma forma, (me) satisfaço..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 9/s/// @destaque, @obvious //luísa d.s.