shine on you crazy diamond...

"Nobody knows where you are, how near or how far..."

Laís Locatelli

De alma cigana, de curiosidade espontanea...Uma leitora incansável que crê no ser humano: somos bons e maus. Isso é ser completo.

Lana del Rey e a saudade do amor retrô


Ontem comecei a escutar “Vídeo Game”, de Lana del Rey, a nova princesa do estilo retrô. Ainda estou escutando, quase repetidamente.

Fiquei me questionando o que me cola nessa música. Quem sabe é o tom melancólico que me leva para longe dos sons da radio pop – o som de Lana absolutamente nada tem a ver com Rianna, Keisha, Beyonce e mais uma centena de músicas iguais, com caras iguais, em poses sexys e closes inspirados na revista playboy. Sabe, esse pop, insuportávelmente pop.

Lana conseguiu começar e terminar esse clipe com uma roupa só. Tem um piano como pano de fundo e é tudo. É voz e som. Talvez essa volta às divas com ares misteriosos seja um refresco para os olhos. E para os ouvidos, obviamente.

Lana-Del-Rey-608x453.jpg

Mas, além do visual e da musicalidade retrô, tem uma letra que acredita no amor com uma certa inocência. Que deseja o romance, que se entrega. Quem sabe depois de uma tormenta de músicas com voz feminina, essa seja uma exceção: não se lamenta, não diz que os homens são bestas e que eu tenha que mostrar meu poder para eles. Creio que a parte mais retrô de Lana está justamente aqui: acreditar no romance.

“It's you, it's you, it's all for you Everything I do I tell you all the time Heaven is a place on earth with you”

Acredito que encontrei em Lana a minha própria saudade do amor retrô e entendi que há uma certa carência de fé, de fé em um amor que espera, que se dedica, que brinca. De um romance quase inocente... que soa quase uma ilusão nesse momento tão pop.


Laís Locatelli

De alma cigana, de curiosidade espontanea...Uma leitora incansável que crê no ser humano: somos bons e maus. Isso é ser completo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //Laís Locatelli