shine on you crazy diamond...

"Nobody knows where you are, how near or how far..."

Laís Locatelli

De alma cigana, de curiosidade espontanea...Uma leitora incansável que crê no ser humano: somos bons e maus. Isso é ser completo.

"Desde o céu, através do mundo, até o inferno".


sexualidade.jpg “O mais alto e o mais baixo não está reunido mais intimamente em nenhum outro lado como na sexualidade.” (Freud)

Preparava um trabalho sobre o livro “Três ensaios sobre uma teoria sexual”, de Freud. Perversões e prazer em suas múltiplas faces.

Fetiches, pedofilia, narcisismo, masoquismo, sadismo, voyeurismo, exibicionismo...demasiados ismos.

Eu escrevia sobre outra ótica, diferente da que usualmente são lidos os escritos psicanalíticos: Eu lia e recordava dos presos por crimes sexuais. Meu pé de advogada. Lia e via o sexo como crime de guerra. Minha veia doutoranda de direitos humanos.

Conclui que, se o mundo, as pessoas todas, tratassem de se equilibrar desde cedo, mudaria muitos ismos. E a vida de todos também.

Mudaria a vida de toda mãe que tem seu filho abusado por um pedófilo. Por toda menina e mulher que é estuprada fisicamente e destruída psicologicamente. De toda intimidade invadida, de tanto vídeo torpe de exibicionismo alheio de momentos íntimos que alguém publica na Internet sem a concordância do outro. Perversões, coisas perversas, poderiam acontecer comigo, contigo e com todo mundo em qualquer momento: poderá haver um pervertido em qualquer lado, em qualquer escola, em qualquer trabalho e morando em todo lugar.

dominador.jpg “A pele é a ponte sensível do contato com o mundo e pode ser também um abismo” Jung

Se a perversão vem da perversidade, já percebo logo onde o jogo pode acabar...

E não se trata só do preso cruel. Trata-se de cada um e da influencia nossa de cada dia. Do filho que me olha, me copia, espera meus ensinamentos. De um amigo que tem umas “ideias que não sei não” mas que deixo pra lá porque o problema não é meu – mas de alguém será. De um irmão que se percebe que tem uma veia patológica, mas coitadinho, deixa ele. De pessoas que tiveram uma historia inimaginável, sofridas, abusadas, mas que sobreviveram e organizaram a cabeça como foi possível – que barra! Nessas oportunidades diárias se pode perceber e prevenir um perverso de ir além da sua imaginação e acabar no mundo dos fatos. Pode-se conversar, pode-se encaminhar a uma ajuda ou pode-se avisar a polícia, quando a coisa vai muito longe.

Despeço-me com Cesare Beccaria: “É melhor prevenir os crimes do que ter de puni-los. O meio mais seguro, mas ao mesmo tempo mais difícil de tornar os homens menos inclinados a praticar o mal, é aperfeiçoar a educação”.


Laís Locatelli

De alma cigana, de curiosidade espontanea...Uma leitora incansável que crê no ser humano: somos bons e maus. Isso é ser completo. .
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/// //Laís Locatelli