sintoma de cultura ii

Se tem uma ideia, troque. Se não ela empedra em você.

Marcelo Lopes

São interessantes todas as coisas. Complicado mesmo é nos apercebermos delas.

A Infância que fica

Fotografias amadoras fazem releituras de imagens de infância e resgatam memórias de quando a vida era tão mais simples.


Por Marcelo Lopes

Sou daqueles que, segundo alguns amigos meus, prolongou indefinidamente a infância para a vida adulta. Na verdade, estiquei e otimizei aquilo que ainda hoje tempera nossos dias e nos fazem felizes. Coisas, como gostar de desenhos animados e HQ’s, que aguçam minha criatividade para desenhar, escrever, criar e servem de referências para minha atuação na publicidade, por exemplo. Tá certo que adoro pregar peças nos outros e pirraçar meus amigos… Mas faço porque é divertido mesmo.

Os sentimentos bons associados à infância são preciosos e estão muitas vezes nos detalhes, nos cheiros, em imagens simples, na forma de lidar com os outros e mesmo na combinação destes e de outros fatores. Mundo afora, as pessoas encontram jeitos interessantes se reativar estas memórias.

Confira as imagens deste resgate segundo alguns fotógrafos amadores.

Infancia 005.jpg

Infancia 001.jpg

Infancia 002.jpg

Infancia 003.jpg

Infancia 004.jpg

Infancia 006.jpg

Infancia 007.jpg

Infancia 008.jpg

Infancia 009.jpg

Infancia 010.jpg

Infancia 011.jpg

Infancia 012.jpg

Publicado originalmente em: http://sintomadecultura.com.br/coluna-01/artes-visuais-coluna-01/infancia-que-fica/


Marcelo Lopes

São interessantes todas as coisas. Complicado mesmo é nos apercebermos delas..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //Marcelo Lopes