sintoma de cultura ii

Se tem uma ideia, troque. Se não ela empedra em você.

Marcelo Lopes

São interessantes todas as coisas. Complicado mesmo é nos apercebermos delas.

Jan Saudek: fotografia e fantasia

Como um mágico, o fotógrafo Jan Saudek nos convida passear num mundo de imagens que beiram a literatura fantástica e erótica, sem perder de vista suas influências na pintura, no desenho e no cinema.


A primeira vez que vi alguma coisa de Jan Saudek foi num cartão postal. Entre intrigado e fascinado, fiquei horas cercando a banca olhando uma por uma as fotos daquele universo onírico que misturava pintura, sexo, desenho, humor, luxo e degradação, cotidiano, fantasia e muita criatividade. Comecei a colecionar no meu computador dezenas, centenas de imagens daquele fotógrafo checo, enquanto descobria suas influências no cineasta Georges Méliès.

Saudek partia de seu mundo próprio, fotografando conhecidos e familiares em situações fantásticas, para ganhar notoriedade internacional com suas obras em mais de 400 exposições individuais mundo afora. O aspecto marcante em sua obra se deve não apenas à criatividade, mas visualmente ao tingimento manual das fotos em preto e branco.

Sobre o acentuado teor sensual do seu trabalho, o artista assinala: “Para mim, a diferença entre Arte e Pornografia é simples. Você pode olhar a Arte por uma eternidade, enquanto a Pornografia você olha rapidamente e coloca de lado, porque tudo é explícito; não há mistério, a fantasia não tem espaço ali”.

Se apenas palavras mal dão conta deste seu universo, o melhor mesmo é conferir.

Saudek 012.jpg

Saudek 002.jpg

Saudek 004.jpg

Saudek 006.jpg

Saudek 001.jpg

Saudek 014.jpg

Saudek 005.jpg

Saudek 017.jpg

10.jpg

JanSaudek_Posedlost-2.jpg

Jan-Saudek-Eine-Tanzerine-The-Dancer-2003.jpg

719 Saudek 5.jpg

Publicado originalmente em: http://sintomadecultura.com.br/coluna-01/artes-visuais-coluna-01/jan-saudek-fotografia-fantasia/


Marcelo Lopes

São interessantes todas as coisas. Complicado mesmo é nos apercebermos delas..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/// @destaque, @obvious, eros //Marcelo Lopes