sobre linhas entre espaços

Sobre o que vejo, mas não entendo. Sobre o que entendo, mas não vejo.

Bruna Vieira de Assis

Arquiteta e Urbanista, apaixonada por fotografia e artes plásticas. Que vive de observar os detalhes que quase ninguém vê e os escreve para não esquecer.

Meu corpo, minhas regras e minha arte

Desmitificando o Pole Dance! Permita-se!


IMG_2535[1] (3).jpg Fotógrafo: Janssem Cardoso

O pole dance, ao contrário do que muitos pensam, tem empoderado mulheres por todo o mundo. Uma atividade física completa, que fortalece o corpo, mas não apenas isso, também trabalha a mente fortalecendo a autoestima de uma maneira poderosa. Cada dia mais as mulheres que praticam o pole dance tem se sentido livres para explorar toda as possibilidades dessa arte, que engloba força, dança, flexibilidade e sensualidade.

O pole dance despontou no Brasil quando apareceu em uma novela no ano 2007, em que a atriz Flávia Alessandra vivia uma dançarina da noite. Logo a modalidade ganhou força como atividade fitness já que trabalha todos os grupos musculares de uma maneira divertida e desafiadora. Mas o pole dance não é apenas um bom exercício, é uma dança e uma expressão de arte. Hoje existem diferentes estilos de pole dance, entre eles o pole fitness, pole artístico (que envolve dança e interpretação) e o exotic pole (mais sensual). Alguns estúdios de pole dance tem conseguido explorar todo o potencial da modalidade e isso tem transformado a vida de muita gente!

IMG_4013[1].jpg Fotógrafo: Janssem Cardoso

Muitas das pessoas que procuram o pole dance já tem a dança ou o circo presentes em suas vidas, mas elas são a minoria. A maioria é formada por mulheres que desejam trocar a academia por algo mais divertido, e ao buscar uma atividade fitness acabam encontrando no pole dance muito mais que um exercício, mas também um contato com a dança e com sua própria sensualidade. Já na idade adulta, essas mulheres começam a dançar, se alongar, conhecer o potencial de seus corpos e dessa forma o seu próprio potencial. Além disso, elas entendem que podem explorar sua sensualidade sem preconceitos.

10868222_776656192402152_836170901805008296_n.jpg Festa de fim de ano do Studio Metrópole/Fonte:Studio Metrópole

No Brasil, temos em São Paulo um referencial, o Studio Metrópole, que surgiu da paixão de quatro amigas pelo pole; quatro mulheres que começaram juntas a escalar timidamente a barra vertical e se encantaram pela modalidade. O Studio, que está localizado no conservador e tradicional bairro Higienópolis, prioriza a dança no ensino do pole dance. Além das aulas técnicas eles oferecem aulas de pole coreográfico e a aula de “pole on heels” que é nada menos que uma aula inteira de dança em cima de saltos de até 20cm - sim existem saltos específicos para a prática de pole dance! Essa aula é bem sensual, com uma luz baixa e bastante poder!

Downloads.jpg Mulheres que desenvolveram seus corpos e conheceram seus “novos” limites com Pole Dance. Fonte:Estúdio Global Fotografia

10620817_728768517190920_2096456908385489591_n.jpg Foto aulas e alunos no Studio Metrópole em São Paulo/ Fonte: Facebook - Studio Metrópole. Pessoas comuns, vivenciando novas possibilidades, criando novos desafios, quebrando estereótipos e redescobrindo seus corpos. Um trabalho corporal e mental! Haja endorfina!!!!

Na página do Studio no facebook podemos encontrar os depoimentos de alunas, depoimentos muito inspiradores:

"Em 2013, eu estava passando pelo término de um relacionamento e bastante confusa com muita coisa. Eu tinha a sensação física de não me aguentar em mim mesma. Minha terapeuta na época disse que eu precisava procurar uma atividade bioenergética, que mexesse com o corpo todo. Eu queria algo diferente e fui para o Pole. Não só isso me ajudou (e ajuda) no meu processo terapêutico, como fez eu ver o quanto eu sou forte. Se eu me agüento pendurada num station, pelo calcanhar, eu com certeza me aguento no meu próprio corpo nas situações mais adversas da vida!"

"O pole me ajudou a curar depressão, me aceitar, recuperar minha confiança, me olhar no espelho, a me amar e por fim a me sentir uma diva!"

"O pole me faz uma mulher mais feliz pois me mostra que todo o bullying que eu trouxe comigo desde pequena era mentira! Que o problema nunca foi eu não ser como todos ao meu redor, o problema era, justamente, todos serem iguais! O pole me faz aceitar quem eu sou!"

"O Pole me fez uma mulher mais feliz por mostrar que eu sou melhor do que imaginava: meu corpo, infinitas possibilidades."

As alunas do Metrópole têm entre 17 e 58 anos, todos os biotipos e as mais variadas profissões. É muito interessante como a atividade têm transformado suas praticantes. Primeiro porque trabalha o corpo de uma maneira muitas vezes ainda inexplorada – com uma mistura de dança e acrobacias – e cada desafio cumprido mostra para a pessoa que ela é capaz. Segundo porque faz com que as mulheres lidem com sua imagem de maneira natural e sem cobranças; como a atividade exige pouca roupa por causa da aderência da barra à pele, as alunas acostumam-se a se ver no espelho e passam a gostar cada dia mais do que veem. E a cereja do bolo é que cada uma entende que não precisa se envergonhar de saber dançar de forma sensual, ou ter medo de qualquer preconceito, afinal, são donas de seus corpos. “Meu corpo, minhas regras” é totalmente a filosofia do estúdio em que as alunas são encorajadas a dançarem do estilo que quiserem e experimentarem todas as possibilidades! A liberdade de cada aluna é um valor sempre trabalhado e isso se reflete para outras áreas da vida.

"O pole dance me ensinou a superar meus medos e a acreditar mais em mim."

E ainda este mês um incentivo a mais, nos dias 21 e 22 de Março estará dando aulas em São Paulo, uma das dançarinas de pole dance mais famosas do mundo: a russa Eva Bembo. 1.jpg Eva Bembo/Fotógrafo:Fernando Siqueira

Eva, que está no Brasil pela primeira vez, dança há mais de 10 anos e já ganhou vários campeonatos. Famosa por seus movimentos absolutamente lindos e sensuais, ela desponta como um dos nomes mais citados do pole dance mundial. Referência para as pole dancers que gostam do lado sensual da dança, seu estilo é conhecido como exotic pole. Veja o ensaio dessa mulher maravilhosa, feito pelo fotógrafo paulistano Fernando Siqueira, no Metrópole, e entenda melhor porque o pole dance tem encantado tanta gente.

2.jpg Eva Bembo/Fotógrafo:Fernando Siqueira

3.jpg Eva Bembo/Fotógrafo:Fernando Siqueira

4.jpg Eva Bembo/Fotógrafo:Fernando Siqueira

Agradecimento especial as queridas Liliane Varanda, Raquel Perea, Andressa Reigado e Stela Novaes, proprietárias do Studio Metrópole, por divulgarem essa modalidade de dança e arte, desmitificando qualquer tabu e incentivando a cada dia mais e mais mulheres a serem lindas e poderosas.

Na web/Studio Metrópole: Www.studiometropole.com.br

Endereço:Rua Maceió, nº77/Higienópolis/São Paulo/SP/ Brasil. (011)2339-0639

Alongue-se !! Eleve-se!! Descubra-se!!


Bruna Vieira de Assis

Arquiteta e Urbanista, apaixonada por fotografia e artes plásticas. Que vive de observar os detalhes que quase ninguém vê e os escreve para não esquecer..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/artes e ideias// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Bruna Vieira de Assis