tempos líquidos

Experiências profundas em um mundo raso

Kátia Keiko

Eu tentei ser normal. Mas não gostei

katiakeiko

Kátia Keiko

Paulistana, bacharel em design e estudante de engenharia. Assim como São Paulo, sou incansável em minha essência; e esse espírito infatigável me rendeu uma curiosidade que rompe as barreiras do óbvio. Fanática por sétima arte (assisto desde os "filmes cults" de Godard até os blockbusters hollywoodianos), graffiti, livros, poesia e fotografia. Eu tentei ser normal. Mas não gostei.

Últimos artigos publicados

Mais artigos publicados