Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante

ESTUPRO

Afinal, o que é isso?


greta-pichetti-713479-unsplash.jpg

Muito se fala em estupro, tentando acabar com sua prática.

Mas tem se falado nesse ato apenas com conotação sexual. E ele vai ignorar.

Estuprar é ignorar o direito dos outros sobre si mesmos, forçando danos a estes, à mercê dos próprios interesses.

Portanto, usar a palavra "estupro" só no que se refere ao sexo, não se atinge o êxito que se busca ao citar essa palavra, exatamente por limitá-la à conotação sexual, e isso é um erro, porque o sexo, é apenas um departamento na vida das pessoas.

Todos pensam que estupro é um conceito, mas não é.

Estupro é fruto de um conceito.

Esse fruto pertence à uma árvore, e essa árvore tem uma raiz. Essa árvore se chama "desrespeito ao próximo" e essa raiz se chama "ganância".

"Ganância é um sentimento humano que se caracteriza pela vontade de possuir tudo que se admira para si próprio. É a vontade exagerada de possuir qualquer coisa". Wikipédia

Essa raiz produz vários frutos nessa árvore do desrespeito, e estupro é apenas um deles.

Outro fruto dessa raiz é o egoísmo.

Veja o significado de egoísmo no site significados.com.br:

"amor exagerado aos próprios interesses a despeito dos de outrem."

"submissão do dever ao interesse particular, em detrimento da obediência à lei moral."

"sentimento restrito a homem nobre e incomum, capaz de compreender o mundo do ponto de vista exclusivo de seu próprio interesse."

"atitude que parte do princípio de que o fundamento de todo pensamento ou ação é a defesa dos próprios interesses."

Todos os significados de "egoísmo" levam a um só lugar: respeitar apenas os próprios interesses".

O que acontece quando você pega toda a sua capacidade de respeitar e usa apenas consigo mesmo?

Não sobra nada para os outros.

EGOÍSMO é que é um conceito, e todos os atos originados dele, visam apenas os próprios interesses.

Estupro é fruto desse defeito de personalidade chamado "egoísmo", dessa mentalidade de querer algo de alguém sem a permissão desse alguém.

Pegar algo sem permissão é a mentalidade a ser mudada.

Pegar, sem pedir, um grampeador do amigo no escritório, uma fatia de queijo no supermercado, a borracha do amigo da escola, ou o lápis, a caneta, o shampoo dos colegas de quarto, um livro ou uma peça de roupa, um prendedor de cabelos.... sem pedir permissão, e recebê-la é vestígio desse conceito do egoísmo, que em larga escala, se transforma em atos como o estupro, que são originados no conceito do egoísmo, fruto da árvore do desrespeito ao próximo.

Não adianta atacar apenas as manifestações desse conceito, pois isso não derruba essa árvore nem elimina sua raiz.

A raiz desse conceito que fica na mentalidade das pessoas.

É preciso modificar a mentalidade regida por esse conceito de egoísmo.

Não em forma de comunismo, deixo isso bem claro, inclusive, é bom não confundir esses conceitos, pois comunismo é uma exorbitante falta de respeito com aquele que conquistou bens à custa de seu esforço e trabalho, enquanto que não ser egoísta, o torna respeitador do próximo, ou seja, não roubar, que é um dos mandamentos ensinados pelo próprio Deus.

Comunismo, portanto, é desrespeitar o próximo.

É preciso aplicar o ensinamento do respeito ao próximo desde o berço.

O hábito do respeito desde os pequenos atos, evita grandes atos de desrespeito.

Respeitar o Próximo deve ser a mentalidade das pessoas.

Você pode ser egoísta e não fazer nenhum mal para os outros.

Mas certamente, sendo egoísta, bem também não fará.

Sendo egoísta você pode apenas não querer ajudar as pessoas, doar um agasalho, alimento, enfim, você pode ser egoísta e não roubar ou praticar qualquer dano voluntário ao outro.

Todos os atos dependem da índole de cada um, em todas as etnias, gêneros, classes sociais, idades, e qualquer outra denominação a que alguém pertencer.

Portanto, falar em estupro apenas no âmbito sexual, nega à todas as outras pessoas no mundo, que não são homens, o ato de violar dos direitos dos outros, além de, ainda, generalizar todos os homens como estupradores.

Não basta ser homem para ser um estuprador. Depende da mentalidade, da índole de cada pessoa.

Portanto, é injustiça levantar a bandeira contra os homens, pois não é correto considerá-los todos desrespeitadores, por serem homens, assim como o seria, se falasse assim sobre todas as mulheres.

É preciso começar a pensar, a analisar, a observar, pois as pessoas são diferentes, não apenas em gênero, classe social, raça, idade, mas também no modo de pensar e então, de agir.

Sendo um conceito, o egoísmo estará presente na vida de quem segue esse conceito, em outras manifestações humanas, manifestações humanas que são provenientes em todos os seres humanos, sejam esses seres, homens ou mulheres, de todas as idades, em todas as raças, em todos os níveis sociais, em todos os gêneros, em todos os graus de intelecto, em todas as escolaridades, em todas as crenças religiosas, em todas as pessoas existentes no mundo inteiro, em todas as épocas, se esses seguirem o conceito do egoísmo.

Estupro "é um tipo de agressão sexual geralmente envolvendo relação sexual ou outras formas de atos libidinosos realizado contra uma pessoa sem o seu consentimento. O ato pode ser realizado por força física, coerção, abuso de autoridade ou contra uma pessoa incapaz de oferecer um consentimento válido, tal como quem está inconsciente, incapacitado, tem uma deficiência mental ou está abaixo da idade de consentimento.[2][3][4] O termo "estupro" é usado às vezes indistintamente do termo "agressão sexual".[5]" - Wikipedia

Pois é o que é: Estupro é o ato de violar, não apenas sexualmente, o direito do outro.

Sendo assim,

- Corrupção na Política é um estupro à confiança do eleitor.

- Votar em quem oferece resolver o problema de sua "classe", e não a de todas, e um estupro ao país,

- Impostos abusivos é exploração, portanto, um estupro ao respeito ao trabalhador.

- Taxas bancárias exorbitantes é um estupro ao respeito ao cliente.

- Corrupção em uma empresa é um estupro ao respeito ao consumidor de seus produtos e serviços.

- Venda de material já utilizado ou falsificado é um estupro ao respeito ao consumidor desse material.

- Invasão de privacidade é um estupro ao direito de privacidade das pessoas.

- Serviço de má qualidade é um estupro ao respeito ao dinheiro do cliente que paga por um serviço de qualidade.

- Promessas propositalmente enganosas é um estupro ao respeito à confiança que recebeu daquele que confiou.

- Libertinagem é um estupro à Liberdade.

- Escravidão é um estupro à Liberdade.

- Mentira é um estupro à confiança.

- Comprar demais é um estupro à natureza.

- Fabricar demais é um estupro à natureza.

- Fabricar e comprar produtos feitos às custas da vida de animais é um estupro à vida dos animais.

- Pescar e caçar demais, é um estupro ao ecossistema.

- Roubar é um estupro ao resultado do trabalho ou propriedade do outro , seja essa intelectual ou física.

- Matar é um estupro ao direito de existência do outro.

- Guerrear é um estupro à paz.

- Discriminar é um estupro à diversidade.

- Caluniar é um estupro à idoneidade.

- Entorpecer-se é um estupro a si mesmo.

- Trair é um estupro à confiança daquele que confiou em você.

- Não alimentar-se corretamente nem atender à suas necessidades básicas de sobrevivência é um estupro a si mesmo.

- Não cuidar corretamente de uma criança ou de quem depende de você, é um estupro ao respeito a essa pessoa.

- Ser irresponsável com o Presente é um estupro ao futuro.

- Repercutir os males do Passado é um estupro ao Presente.

- Comunismo é um estupro à propriedade alheia.

E assim seguem vários outros exemplos de violação ao ato de respeitar o próximo.

Todos esses atos, como pode ver, resultam em desrespeitar. em vários direitos, os outros.

O respeito ao outro é a água necessária para apagar o fogo do desejo de possuir aquilo que não lhe foi consentido.

Para quem já ouviu falar em Deus, vai se lembrar que Ele nos deu leis, para que, seguindo-as, vivêssemos bem uns com os outros, sem deixarmos de usufruir a Liberdade que Ele também nos concedeu.

Maravilhosamente, essa lei impede o conceito do egoísmo, de onde se origina o ato do estupro, que como viu, é praticado não só sexualmente pelas pessoas egoístas, mas em todos os departamentos possíveis de existir na vida das pessoas.

E por que não seguimos a simples lei do Respeito ao Próximo?

Por que ser egoísta?

Por causa da ganância.

É preciso parar de cultivar essa árvore danosa dentro de você.

A lei do Respeito ao Próximo é para todos, não importa sua raça, classe social, idade, gênero....

Essa lei espetacular do Respeito ao Próximo, deixa NENHUMA margem para erro: se você respeitar o outro "como a si mesmo", imediatamente vai honrar com sua palavra, não fará promessas vãs apenas para conseguir o resultado delas para benefício próprio, não mentirá, não roubará, não matará, não será corrupto, não fará, absolutamente, ações que constroem o caos no mundo, na sua vida ou na vida dos outros.

Deus, o criador e dono de tudo, inclusive de você, ensinou essa regra, para o nosso bem.

Como Ele nos Ama tanto, nos deu não apenas a Liberdade, mas também a forma certa de usá-la.

Ele, que não é ditador, e nos respeita, nos deu a liberdade, para que pudéssemos viver livremente, mas exatamente porque nos quer bem, nos deu regras para usar corretamente essa liberdade para não nos machucarmos com os nossos atos, que poderiam vir a ser de libertinagem, e assim, ao nos dar essa regra, seguindo-a, nos livraríamos do terrível egoísmo.

Basta seguir essa regra: Respeito ao Próximo.

Uma. Uma regra e tudo fica certo nesse mundo.

Tudo o que acontece de ruim é por causa do desrespeito à essa única regra.

Liberdade sem regras é como carro sem freios.

Enquanto a Humanidade cria uma infinidade de leis, e todas falhas e burláveis, Deus, O DONO E CRIADOR DE TUDO, nos deu apenas uma simples regra a seguir.

Basta segui-la para conseguir deixar de ser um estuprador, em todos os sentidos da palavra.

Talvez ajude a aprender essa única lei, você se fazer essa pergunta:

E se acontecesse comigo exatamente o que faço acontecer com os outros?

Afinal, somos todos humanos, não temos super poder nenhum, e do que é feito um, é feito todos.

Ter um arsenal de armas, seja de que origem for, não vai, de forma alguma, evitar que você receba exatamente o que der.

Não pense que Deus não está vendo:

"Aquele que fez o ouvido não ouvirá? E o que formou o olho, não verá? Aquele que argüi os gentios não castigará? E o que ensina ao homem o conhecimento, não saberá?"

Salmos 94:9,10

E Ele julgará a todos segundo os seus atos:

"O qual recompensará cada um segundo as suas obras;"

Romanos 2:6

Os quais hão de dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos.

1 Pedro 4:5

Porque está escrito: " ‘Por mim mesmo jurei’, diz o Senhor, ‘diante de mim todo joelho se dobrará e toda língua confessará que sou Deus’ ". Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus.

Romanos 14:11,12

Portanto,

Não pense que Jesus não vai voltar porque ouviu essas palavras a vida inteira, e então por pensar assim, acredita que pode fazer todo tipo de ato que lhe vier à mente, que vai ficar por isso mesmo.

Ao invés de duvidar que Jesus voltará, aproveite para aprender e viver nos Ensinamentos de Deus, arrepender-se de seus erros, pedir perdão a Ele e a respeitar o próximo.

É muito mais fácil e agradável viver no amor.

Experimente.

Glória a Deus Pai, ao Filho e ao Espírito Santo por nos amar tanto e ter Misericórdia de nós.

-------------------

Foto: Greta Pichetti


Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Gilsara Mattos