Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante

O "MITO"

A alegria que a Integridade produz.


bolsonaro .jpg

É certo que o Brasil inteiro está FELIZ por finalmente alguém íntegro e lúcido estar prestes a se tornar Presidente?

Sim. É um grande alívio.

Porque não há uma pessoa íntegra sequer, que não deseje integridade para seu próprio país, para que ele cresça, se desenvolva, e para que seu povo seja feliz.

O Brasil vem sofrendo nas mãos de pessoas que o colonizam, que entregam seus recursos para outros, enquanto maltratam o povo Brasileiro.

E Graças a Deus, podemos vislumbrar o fim desse sofrimento, através da pessoa íntegra e corajosa que se apresentou finalmente, para administrar esse país.

Mas vamos nos manter com os pés no chão, pois tendemos a idolatrar as pessoas quando estamos carentes como estamos agora: carentes de respeito, de valor, de desenvolvimento, de livramento do sofrimento.

Se não nos mantivermos conscientes,  ao invés de eleitores nos tornaremos adoradores, e então, como adoradores, nos tornaremos súditos, como aconteceu com muitos eleitores em relação ao governo atualmente na administração há mais de uma década.

Sendo súditos nos manteremos fiéis mesmo a quem é nocivo, pois seremos incapazes de ver que estamos seguindo alguém que na verdade não quer o nosso bem, e sim o dele próprio. Mas sendo súditos, seremos leais a essa pessoa mesmo sendo ela nociva, porque sendo súditos, estaremos incapazes de ver claramente, e por isdo, de ver que ela está causando na verdade o caos, ao invés de cumprir a promessa que fez, de desenvolvimento do paīs e geração de empregos, enquanto continua prometendo e mantendo todos os seus eleitores-sūditos, em acalento hipnótico, para continuar roubando descaradamente os recursos do país, a paz do povo desse país, o desenvolvimento desse país, o futuro desse país e a honra desse país.

Honestidade é obrigação, e não um adorno.

Todos devem ser honestos mesmo. É uma obrigação natural.

Todos.

A consequência da desonestidade é a injustiça, a desordem e o desrespeito que está sendo praticado por tantas pessoas nesse país e também no mundo.

O Brasil tem sofrido demais com a desonestidade desenfreada que está sendo praticada nele, por tantos Brasileiros que ocupam a administração pública e a tornam ruim para todos, levando tantos ao desemprego, por levar à miséria as empresas que proporcionavam empregos, falindo devido à grande carga de tributos e impostos.

É compreensível, portanto, que essas pessoas estejam tão felizes por finalmente verem uma luz no fim do túnel, dando sinais de que esse túnel chegou ao fim, que iremos finalmente ver a luz de uma nova e honesta administração que tirará o paīs do caos.

Mas essa luz serve também para clarear nossa própria consciência.

Devemos analisar onde erramos para que o país esteja assim.

Sim, também erramos.

Afinal, todos os políticos que fizeram essa desordem no nosso país, são brasileiros.

Então onde erramos?

Para descobrir, devemos nos perguntar:

Somos corruptos? Gananciosos? Egoístas?

Gostamos realmente de trabalhar?

Votamos pensando no bem do paīs inteiro ou sö no nosso próprio?

Respeitamos uns aos outros?

Valorizamos nossas produções nacionais? Ou sö as dos outros países?

Somos agradecidos pelo emprego e nos empenhamos para oferecer o melhor resultado que pudermos?

Acreditamos no nosso país?

Valorizamos nosso país ou somente os países dos outros?

Achamos que a "grama do jardim do vizinho é mais verde"?

Se é mais verde é porque não estamos cuidando da nossa, pois essa terra é fértil, imensa, linda.

Se olharmos a grama do vizinho, deve ser pra aprender como arar essa terra e ter esse mesmo resultado que eles têm, e que tanto admiramos. (Ou será que na verdade invejamos?)

Sim, nosso vizinho que tem a grama admirável, arou a terra dele, e construiu esse jardim que você tanto admira, ou inveja.

Com  toda certeza ele trabalhou nessa grama pra ela ficar tão verde. Ou você acha que ele ficou assistindo TV e a grama nasceu lá sozinha? Isso acontece com você? Então certamente, sendo ele também uma pessoa, teve que trabalhar certo para adquirir esse resultado. Não foi viajando e roubando adubo da própria casa, que a grama ficou tão linda.

Até mesmo Deus, O Onipotente, trabalha! (Leia Gênesis 1). Por que nós, que somos simples humanos, achamos que temos que ter dinheiro e resultado do trabalho, sem trabalharmos??

O trabalho é algo do qual temos que nos orgulhar, honrar, e nos esmerar para que dê o resultado espetacular que queremos.

Não podemos querer correr pra morar no jardim pronto do outro, ao invés de pedir força e sabedoria a Deus, e  trabalhar na construção de um jardim na terra que Ele nos confiou.

É cada dia mais rotineiro prestar atenção na obra "do outro", criticando, zombando, ao invés de trabalharmos com seriedade na nossa própria obra.

Portanto, mesmo votando no candidato Jair Bolsonaro - o único que se mostrou ser suficientemente lúcido e competente  além de honesto - devemos nos fazer um exame de consciência, pois temos o hábito de esperar que alguém faça sozinho, o trabalho que tem que ser feito.

Ou fazemos a nossa parte?

Temos o hábito de fazer só para nós, ou pensamos também no bem do outro?

Como somos no trabalho em equipe?

Como desempenhamos as nossas responsabilidades?

Com preguiça ou com Boa Vontade?

Falamos só sobre nossos defeitos ou somos capazes de valorizar nossas qualidades brasileiras também?

Somos apoiadores de boas iniciativas?

Contribuímos para o Bem do país?

Como?

Queremos apenas o "Venha a nós" ou trabalhamos felizes até os nossos objetivos?

Reclamamos?

Apontamos soluções?

Nossa Pátria é mãe gentil: somos filhos gentis?

Somos insatisfeitos com tudo?

Agradecemos pelo pouco ou estamos sempre de olho no prato do outro?

Perseveramos na honestidade apesar da dificuldade?

Invejamos?

Apoiamos os outros Brasileiros?

Como é nosso comportamento social nessa grande equipe brasileira?

Somos generosos ou avarentos?

Ajudamos alguma causa social?

Somos atuantes prestando atenção e procurando entender sobre Política?

Como tratamos os jovens? Orientamos ou criticamos?

Como tratamos os idosos? Com gratidão ou com desprezo?

Opinamos positivamente ou nos atemos a ficar criticando ferozmente?

Se sabemos, compartilhamos nosso conhecimento para o bem do todo ou retemos ao máximo o que sabemos e queremos cobrar por cada mínima gota de sabedoria que recebemos de Quem é realmente Sábio?

Se não nos tornarmos conscientes de nossa própria obrigação na construção dessa Pátria, estaremos agindo como eternos colonizados, um povo separado, descendente de algum outro país, não nos tornando nunca, uma só família e donos desse país.

Nosso povo, como raça única, está nascendo agora.

Essa terra foi descoberta em 1500, em 1822 ficou independente de Portugal, mas ainda estamos agindo como colonizados: revoltados, puramente reclamantes, nos sentindo com um dono que esperamos que seja bom e nos dê a tranquilidade e a prosperidade que queremos.

Foi pensando assim, e gemendo e reclamando o tempo todo que aplaudimos aquele que se disse compreensivo, por também ser colonizado, e então prometeu transformar todos os outros colonizados em grandes senhores de terra.

Mas de que maneira?

Simplesmente ser dono de terra, de uma hora para outra? De que outra forma isso seria possível senão roubando? E roubar é certo?

Todos sabem que certo é trabalhar pra poder comprar.

E que leva tempo, esforço e disciplina para chegar a algum lugar.

Quem quer ter algo roubando ao invés de trabalhar, deve averiguar em si, quais dos sete pecados capitais tem, e trabalhar pra se livrar, pois preguiça e ganância juntas, levam à prática de atos nocivos aos outros e a si mesmo. A si mesmo também porque um ladrão, de qualquer tamanho, será perseguido e pego em algum momento.

E isso acontece não porque as pessoas honestas querem, mas é por causa da própria Lei de Deus, que nos mostra que temos que ser certos. É possível enganar as pessoas mas não a Deus. E Ele quer que sejamos certos, por isso nos deu as leis que devemos seguir.

Não é o roubo, ou o não trabalhar, que nos leva à Felicidade, e sim, a obediência às leis de Deus.

É preciso sair da situação de colonizados, de descendentes, de povo sofrido e injustiçado, para que possamos crescer, senão continuaremos vendo o cargo de Presidência da República, um cargo Político, como um Senhor de Engenho ao invés de vê-lo apenas como um profissional, como todos nós somos, pois Política é profissão.

É essa ótica errada pela qual estamos acostumados a ver, de ver Presidentes como heróis que fez com que pessoas fossem tidas como ídolos, como muitos ainda veem donos de Partidos políticos, ao invés de vê-los como um funcionário público eleito, ou seja, contratado, para servir a Nação à qual todos pertencemos.

Queremos apenas um competente funcionário público que  ofereça mais empregos e menos impostos, que saiba conversar com nossos vizinhos, sem arrumar problemas pra nós e sem dar pra eles os nossos recursos, que saiba utilizar esses nossos recursos a nosso favor, que saiba utilizar os benefícios do cargo em desenvolvimento do país.

E principalmente, que não se sinta o dono do país, que não use o amplo "poder" da profissão, contra nós, como tem sido feito pelos funcionários anteriores.

E Bolsonaro se mostrou ser esse candidato competente que precisamos para trabalhar direito, pois já trabalha dessa forma há 26 anos. Votar nele seria como promovê-lo a um cargo com mais responsabilidades.

Mas não temos votar e ficar parados esperando romanticamente que os políticos trabalhem por nós, crie realidades fabulosas que nos livrem do trabalho de cada dia, pois se assim o vermos, ele nos dominará e dominará o país.

Nós temos que ter a consciência de fazer pelo país e pelos nossos compatriotas, exatamente o que queremos que os políticos, trabalhadores da administração pública, façam por nós.

O cargo de Presidência da República é uma Profissão: como a minha, como a sua.

E ele tem que trabalhar pelo país, pelo nosso país, exatamente como temos que trabalhar também, em nossas profissões.

Não podemos exigir e não oferecer.

Portanto, se sabemos o que um bom Presidente tem que fazer para desenvolver o país, temos que fazer nossa parte no nosso trabalho.

Se você espera ética e competência dos políticos, terá que trabalhar na sua profissão com ética e competência.

E apareceu finalmente um candidato que parece ser competente e ético! Que bom!!

Mas apenas chamá-lo de "mito" não basta para que o país seja o que queremos que seja, que se desenvolva como deve ser, que tenha o alto nível de qualidade de vida social como admiramos nos outros países. Temos que fazer também a nossa parte nesse trabalho.

Nós, todos os Brasileiros e Brasileiras, não importa as características físicas, gênero, idade, quantidade de dinheiro, temos que ter a consciência de que ele é só uma pessoa, como todos nós também somos, e que por isso, assim como todos nós, ele tem que trabalhar, também como todos nós, para ter o resultado admirável que esperamos, e então, ao nos conscientizarmos disso, ao invés de colocá-lo romanticamente em um patamar de um deus, como se ele adquirisse um superpoder ao assumir o cargo de Presidência da República, e corrermos para entregar a ele o país, o nosso jardim, como feito a todos os outros anteriores, para então voltamos correndo para o conforto do nosso sofá na frente da TV, e esperar que ele, e somente ele, are a terra chamada Brasil, para vermos a grama nascer, crescer e formar o jardim que tanto queremos, TRABALHAREMOS JUNTO COM ELE. Pois é assim que deve ser.

Os patrões têm funcionários, mas eles também trabalham!

Nós, os Brasileiros somos os patrões, os políticos são os funcionários, mas nós não podemos entregar a empresa pra eles e ficar de pernas para o ar!

Nenhum patrão faz isso!

Nós, Brasileiros, somos uma EQUIPE, onde cada um tem sua função a ser desempenhada, para o BEM de TODOS.

Não é possível ficar sem trabalhar nesse planeta.

Como falei no meu livro "SELF", esse planeta deveria se chamar "Work", ou seja, "Trabalho", pois TUDO nele está em constante TRABALHO: como NÓS poderíamos ficar sem trabalhar??

É preciso que nos conscientizemos do TODO, que paremos de prestar atenção apenas no nosso próprio umbigo, e comecemos a pensar também no bem da totalidade, pois cada um de nós precisa fazer sua séria parte nesse trabalho conjunto de existir.

Se almejamos um país sério, desenvolvido, rico, próspero, feliz, temos que fazer a nossa ínfima parte, pois todas as ínfimas partes juntas, é que conseguirão alcançar esse resultado do lindo jardim, almejado por todos nós.

Bolsonaro foi nomeado MITO porque demonstrou ter a integridade há muito tempo ausente nos protagonistas políticos do país, e está alinhado com as aspirações do Brasileiro, com sua ética, sua lucidez, seu conhecimento do certo e do errado, seu  senso de justiça, seu respeito a Deus, e por preservar os valores humanos fundamentais para que o respeito ao próximo seja praticado na sociedade. 

Isso é fato.

Nossa alegria é notória até mesmo internacionalmente, por ter finalmente aparecido uma pessoa desse nível ético em nosso país. E os outros países têm, lamentavelmente, acompanhado a derrocada do Brasil, desfavorecendo em muito, nossa credibilidade e respeitabilidade internacionais, enquanto oportunistas e saqueadores são atraídos.

Nomear Bolsonaro de Mito, é afirmar que nenhum político realmente nos representou até agora, pois sendo ético, ele se sobressaiu ao que tem sido normal, e comum nesse país, que foi o que construiu a atual tristeza social que se formou devido à ma administração sócio-econômica que atingiu a todos.

Mas, se ele nos representa por ser ético e prezar os valores éticos fundamentais para uma sociedade viver em paz, e também busca o desenvolvimento do país, baseado em um plano de administração viável, sem trapaça e sem magia, e se também acredita na força do trabalho e na fé em Deus, cada um de nós precisa também ter e praticar esses mesmos valores que tanto admiramos e que formam esse mito, que clamamos para ocupar a Presidência do nosso país, fazendo com que o Brasil seja ele mesmo um mito entre todos os outros países. Isso, meus caros Brasileiros, só depende de cada um de nós.

Pessoas que foram eleitas para cargos políticos por anos se revelaram corruptas e incompetentes administrativas, que negociaram nossa riqueza a bel prazer, multiplicaram a pobreza do povo, assim como a ignorância e a marginalidade, mas que se sentem donas do país e fazem qualquer coisa para manterem-se em um cargo que consideram ser um reinado, e não uma profissão.

E isso nos deixou super necessitados de um herói que as tire de lá.

O povo acredita que Bolsonaro será como um gato expulsando os ratos do Planalto, um dedetizador a limpar o país da praga da corrupção, da ganância que assolou o Congresso, e que incentivou a muitos a agirem dessa mesma forma, ou seja, com desrespeito ao bem alheio, tanto físico quanto intelectual, inclusive esses atuais políticos criaram leis a seu bel prazer, fazendo diversos arranjos na nossa Constituição, para beneficiarem a si mesmos, aqueles que ocuparam a Política desse país.

Temos que fazer apenas isso: sermos conscientes de nossa obrigação na construção desse país, e fazermos a nossa ética parte, pois a paz o respeito, a ordem e o progresso pelos quais tanto ansiamos, agindo exatamente como escravos que esperam essa realidade de seus senhores, depende exclusivamente de cada um de nós, nos nossos mínimos atos que praticarmos, pois se não existem mais escravos, não existem mais senhores.

Somos livres.

Cada um de nós é livre.

Temos agora de parar de agir como crianças indefesas e agir como adultos, ajudando aquele que escolhemos para nos representar, a desenvolver o país.

Cada de um de nós é totalmente responsável pela sua quota de trabalho, de empreendedorismo pelo bem desse país, essa nossa casa comum, onde temos uma família de 200 milhões de pessoas, para que ele finalmente seja o que queremos: desenvolvido e justo para todos os Brasileiros.

Jair Bolsonaro demonstrou ser honesto e competente nesses 26 anos que trabalha na Política desse nosso país, pelo bem dos Brasileiros, mas mesmo assim, temos que manter em mente, que ele, apesar de continuar se esforçando pelo Brasil, tem apenas a qualidade que todos os Brasileiros e Brasileiras têm que ter: ÉTICA.

Não é só ele precisa tê-la.

"O BRASIL QUE QUEREMOS, SOMOS NÓS QUE FAZEMOS",

agora, cada um de nós,

em cada açãozinha onde quer que estejamos,

e não somente o Presidente da República

ou os políticos, sozinhos.

Está na hora de crescermos.

Só cresceremos quando finalmente nos dermos conta - e agirmos - como uma única raça: a BRASILEIRA.

Somos uma raça originada da participação de vários povos, como os indígenas que aqui já estavam, os portugueses que nos deram a chance de evoluir na civilização, os franceses, os espanhóis, os africanos, e com certeza, outros, cada um com sua arte, com sua ciência, com sua experiência originada de erros e acertos, com suas qualidades e também defeitos.

Cabe a nós descobrir qual herança devemos corrigir e qual devemos aprimorar, e seguir daqui pra frente JUNTOS.

"Os Brasileiros são bebês ainda, embora fruto de raças milenares, mas ainda são babys. E como babys é normal que busquem um pai que os proteja, que os diga que caminho seguir. Mas já temos um pai, que é Deus. Os homens e mulheres que aqui nesse planeta vivem, por mais competentes que sejam, são apenas homens e mulheres, são nossos irmãos, mais velhos e mais novos, temos que aprender uns com os outros. Desunidos não faremos isso." - SELF, Gilsara Mattos Côrtes - Amazon.

Agora precisamos nos unir.

Somos uma raça forte.

Jair Bolsonaro, embora tenha a palavra Messias em seu nome, não é Jesus.

Ele é um homem, só um homem, uma pessoa sem superpoderes, mas possui Boa Vontade de levar esse país pra frente finalmente, de desenvolvê-lo, de proporcionar ao próprio povo a cidadania e o valor que tanto desejamos e precisamos há 518 anos, para que finalmente deixemos de ser colonizados.

Construir um país é um fardo enorme para um homem só, precisamos fazer isso juntos.

Com toda certeza ele tem defeitos também apesar de todas essas qualidades, assim como cada um de nós também tem defeitos e qualidades.

Então, vamos controlar a emoção de finalmente ter aparecido uma pessoa honesta, e nos chamar à razão, para que possamos estar conscientes, atentos ao trabalho que ele vai desenvolver no nosso país, que é dele também, e ajudá-lo a cumprir suas promessas de desenvolvimento para todos os Brasileiros, unindo-os como um povo só, que é o que somos mesmo e também queremos.

Um povo desunido não anda pra frente. Nem se desenvolve.

Temos que nos conscientizar que estamos sozinhos agora, sem sinhozinhos, e por isso mesmo, temos que estar unidos e contribuintes para o BEM COMUM de todos nós que moramos nessa imensa, nova, desejada, explorada, e até agora colonizada casa chamada BRASIL.

O Bem é a única força capaz de acabar com a marginalidade, com a pobreza, com a injustiça, com a desunião, com a inveja, com o rancor, com o desrespeito, com a ganância,  pois o Bem cria condições para que todas as pessoas de um país tenham uma vida digna através do trabalho que desenvolve a saúde e educação de qualidade, proporcionadas pela administração consciente e competente, da qual um país estruturalmente precisa para se desenvolver, e cujo sucesso é construído por cada um que nele vive e nasceu.

Controlando a nossa emoção, que realmente é grande, e imensa como nosso país,  compreensivelmente em meio à situação de desorganização administrativa e social em que se encontra há anos, teremos sempre a razão necessária para estarmos atentos a cada ato desse novo candidato, e também nosso, para que JUNTOS possamos colocar, pelo trabalho sério e dedicado de cada um de nós, esse país no patamar de Primeiro Mundo, onde ele nasceu para estar.

Acordou? Agora vamos levantar e começar nossa História, Brasil!


Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// //Gilsara Mattos