Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante

AVIS DE MISTRAL

Família é tudo igual: um grupo de pessoas com um amor fenomenal que precisa ser cultivado.


mistral.jpg

"Avis de Mistral", ou "Meu Verão na Provença", é um filme ESPETACULAR de família.

"De família" não significa que é só pra famílias assistirem não: é pra todo mundo em todas as idades, etc. assistirem um filme que narra perfeitamente o que é uma família e então se lembrar como uma funciona e como é fazer parte de uma.

Nele, droga faz mal mesmo, adultos têm problemas pra resolver, adolescentes são adolescentes mesmo, e principalmente, deixa bem claro que até os avós não nasceram avós: também já foram jovens... mostrando que a juventude é igual pra todo mundo: no século 1 ou 21.

Então é bom os adultos não esquecerem disso, pois as pessoas não se transformaram em robôs: tem que continuar fazendo o trabalho de tomar conta mesmo e ensinar tanto as crianças quanto os adolescentes como sempre foi, ao invés de deixar o Google criá-las !! Lembrar-se sempre que adolescentes parecem adultos, mas não são. São crianças por dentro e adultos por fora, portanto, ENSINEM com paciência. A adolescência é uma fase muito importante, onde as pessoas estão em uma espécie de campo com vários caminhos a seguir: ELES PRECISAM DE TODA ATENÇÃO PARA SABEREM QUAL SEGUIR, e a felicidade deles pode ser prejudicada se escolherem o caminho errado. Por esse motivo, adultos, tenham paciência, suportem a ranzinzice de dizerem que não são crianças, Keep Calm e continuem ensinando!! Não desistam, para o bem deles.

JEAN RENO está uma pimenta nesse filme, dando sabor ao espetáculo todo, como o cerne central da família, sendo o avô.

Outro lance bem interessante é o fato de ter dado ênfase ao resultado do trabalho dele, mostrando que resultados de excelência vêm de dedicação constante por longos anos, e não do dia pra noite, como as pessoas querem hoje a um estalar de dedos, transformando por isso, tudo em falso, sintético, veloz e sem motivo, visando apenas o dinheiro como recompensa de trabalho.

Há outros detalhes, sutis e importantes nessa obra, espia lá.

E palmas para ANNA GALIENA, que interpretou muito bem a avó, com sua valsa feminina e firme, sem precisar de nenhum "empoderamento" pra ser Mulher.

Um ponto super especial foi a presencinha linda de LUKAS PELISSIER, que deu aquele toque de suavidade ao filme, que só o amor é capaz de proporcionar.

Taí:

Data de lançamento: 28 de maio de 2015 (Brasil)

Direção: Roselyne Bosch

Roteiro: Roselyne Bosch

Parabéns pra essa Roselyne Bosch que sabe das coisas e nos presenteou com essa obra deliciosa pra se sentir gente outra vez - mesmo em meio a tantas tentativas de mudanças da estrutura natural do ser humano como ser humano - e para que possamos continuar sentindo alegria sendo simples e maravilhosamente, humanos. :)


Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é escritora, roteirista, palestrante .
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Gilsara Mattos