Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é autora de livros e roteiros para cinema. Palestrante, Publicitária.

Como se relacionar com os "idosos"

Ser e fazer feliz :)


old.jpg Foto: @apx90

Tenho observado a forma com a qual as pessoas chamadas de "idosas" ou "terceira idade", têm sido tratadas, então resolvi vir dar minha contribuição em termos de ser uma "voz" que fala por eles. :)

Sou escritora e costumo dizer que um livro é uma carta ao mundo.

Bem, esse é um artigo, mas não se espante se ele se tornar um "artigo-livro" como outros que escrevi nesse espaço cedido gentilmente por esse veículo chamado "Obvious Magazine", pelo qual agradeço primeiramente a DEUS.

Bem, queridos, lá vai minha carta:

" 1) "Idoso" e Terceira Idade" são termos que devem sair imediatamente do vocabulário mundial. São termos técnicos, profissionais, de departamentos específicos, que digitam e lidam com gráficos, portanto, a partir do momento em que são usados pela humanidade, tornam-se desumanos, exatamente por serem termos puramente científicos, são frios, logo, devem ser completamente descartados pelas pessoas.

Como chamá-los?

Sr. e Sra. são termos sociais criados exatamente para o relacionamento social. Usem esses.

2) Lembrem-se que são pessoas adultas, portanto, descartem a forma infantil com a qual eles têm sido tratados, pois não se tornaram crianças.

Quanto ao famoso ditado de que "Voltamos a ser crianças na velhice", é porque, pura e simplesmente, não se têm mais impulsos sexuais, e também porque já lhes é permitido literalmente a "licença poética", que lhes permite falar mais abertamente, como as crianças.

Mas continuam sendo adultos.

3) A não ser que estejam fazendo algo intencionalmente engraçado, jamais, em hipótese alguma, riam de das pessoas de idade mais avançada.

Quando uma mulher nessa idade usar um batom, esmalte, ou ainda se importar com seu vestuário, respeitem.

Lembrem-se que homens e mulheres são homens e mulheres e não se tornam algo diferente, como uma árvore ou uma mesa, porque envelheceram.

Eles estão apenas velhos. "Inválidos" dependerá de como são tratados.

4) Ao andarem em companhia de uma pessoa idosa, ela marca o ritmo da caminhada. Se não tiver tempo disponível nem paciência, simplesmente não caminhe com pessoas mais velhas.

Jamais as apresse, jamais faça qualquer comentário sobre o ritmo no qual ela anda agora.

5) Jamais, em hipótese alguma - salvo por força da genealogia familiar - chame uma pessoa de idade elevada, de "tio" ou "tia".

Mantenha a cerimônia. Cerimônia é respeito.

6) Da mesma forma forma, não use o diminutivo para se relacionar, se dirigir ou se referir à uma pessoa de idade avançada.

7) Lembre-se: são pessoas. São apenas pessoas que envelheceram. São homens ou mulheres. Não importando a aparência, que pode muitas vezes passar a impressão ou mensagem fragilidade, são pessoas com personalidades, e é essa característica que tem que ser vista.

Vejam que as crianças são mais queridas das pessoas em idade avançada, não porque as pessoas mais velhas se tornaram crianças, mas sim porque as crianças não veem aparências e sim, o que a pessoa é.

Você ai mostrar valo e respeito se "precisar" deles. Não fisicamente, mas sim, psicologicamente: peça conselhos. Eles têm a bússola.

8) Entendam - e aprendam com os índios - que as pessoas em idade avançada são verdadeiros acervos. Cada família tem uma "Biblioteca Nacional": Aproveitem.

9) A ranzinzice se deve a estarem realmente revoltados. Primeiro, porque perderam completamente a liberdade e a independência. E segundo, porque à essa altura da vida, ao invés de serem tratados com respeito, são tratados como imbecis.

10) Emocionalmente estão frágeis. Simplesmente porque se sentem inúteis. Corpo são vem mesmo de mente sã. Valorize a capacidade intelectual deles e se surpreenderá. Como qualquer ser humano, precisam apenas ser respeitados e valorizados pelo o que são, e não por sua aparência, grua escolar, bolso, idade, raça, gênero, e outros rótulos científicos.

11) Não confunda "corpo frágil" com "mente demente". Converse o máximo com eles. Mais ouça do que fale. Verá que basta uma pergunta para que falem por horas. Tire um tempo para ouvir, esteja sempre com um sorriso manso e agradável no rosto, e desmarque seus compromissos. Uma hora com eles fará com que fiquem felizes por meses.

12) Dê-lhes presentes de verdade. Por incrível que pareça, na alta idade, as pessoas só recebem coisas que lhes mosa o quão são invalidas. Dê-lhes brincos, cordões, maquiagem, roupas, livros, abotoaduras, chapéus, coisas que usaram com frequência, se ainda não usam, e que gostam. Isso fará com que se sintam vivos - como realmente estão - e não como uma bagagem do qual aqueles que eles tanto amam, estão ansiosos para se livrar.

13) Não é mais época de apontar-lhes defeitos, mas qualidades. Cessem as reclamações e não meçam elogios.

14) Sejam-lhes gratos. Façam uma lista de atos bons que fizeram para vocês. Com toda certeza ela parecerá infindável.

15) Se não tiverem sorrisos e palavras alegres para dar a eles, não os visite ou não abra a boca. Eles já carregam o imenso fardo da debilidade física e do sofrimento de serem tratados como um móvel velho.

16) Se urinam na roupa, na cama, se usam fraldas, não comente jamais. Eles estão realmente desconcertados por isso. Lembre-se que você não nasceu urinando no vaso sanitário, nem sabendo segurar o talher. Eles NÃO são crianças. Mas se isso fizer você lembrar de um recém-nascido, dê-lhes exatamente o que eles deram a você quando você fazia isso: amor e paciência.

17) Se precisar contratar alguém para cuidar deles, não escolha "profissionais", e sim "pessoas" amorosas que vão bater longos papos, ler para eles, rir com eles, buscarem o que precisarem, alimentá-los na hora certa, e leva-los onde precisarem ou quiserem assim "como fazem os amigos". Verifique apenas se é uma pessoa idônea, responsável e higiênica.

18) Não use perfume e nem permita que seus acompanhantes o usem. Não só a pele ficou frágil, mas também olfato, o paladar, a emoção, a pele... Apenas respeite.

19) Pessoas tolas tornam o mundo tolo. Pessoas más tornam o mundo mau. Pessoas estúpidas tornam o mundo estúpidos. Pessoas boas tornam o mundo bom. Escolha o que você quer ser e tornar o mundo. O futuro não é bem construído quando se ignora o conhecimento do passado.

20) Por fim, basta que tratem essas pessoas exatamente como você gostaria de ser tratado quando estiver no lugar delas. Essa regra de ouro, D'US já Ensinou, lembra? "

:)

Conheça meus livros aqui e me siga no Instagram


Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é autora de livros e roteiros para cinema. Palestrante, Publicitária. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// //Gilsara Mattos