Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é autora de livros e roteiros para cinema. Palestrante, Publicitária.

Caridade: a fortuna desprezada por muitos

Valorize esta riqueza invisível!


Jesusrepartindoopao.jpg

Caridade? O que é isso?

Bem, se você crê que D'us Existe, já leu a Bíblia, é cristão, ateu ou tem qualquer outra religião, já ouviu falar esta palavra.

D'us, o Altíssimo Santo de Israel, Criador, Dono e Sustentador dos céus e da terra, nos Ensinou a ajudar o próximo.

Do Amor ensinado por D'us, vem a ética, a bondade, a generosidade, o sentimento de humanidade que não nos deixa ser egoístas.

Portanto, caridade é o ato de ajudar o outro, por amor.

Um amor genuíno, que ajuda sem esperar nada em troca, apenas pelo prazer de suprir o outro de algo.

Por felicidade de fazer o outro sentir felicidade.

Contudo, estou escrevendo este artigo porque estou surpresa com o que venho comprovando ao precisar: as pessoas, em sua maioria, mesmo se dizendo honestas (definição baseada em apenas por pagarem seus boletos, trabalharem em algo, não assaltarem bancos ou traírem seus cônjuges), e cristãs, têm MUITA dificuldade em doar!!

Sim! Pois a caridade consiste em doar.

As pessoas literalmente fogem, bloqueiam no whatsapp, visualizam e não respondem, não visualizam, ignoram, ajudam uma vez e passam a evitar a pessoa, dizem que é pra pessoa trabalhar,como se ela precisasse por ser malandra, falam milhares de motivos justificando-se àquele que pede, para não ajudar a quem precida e está pedindo ajuda.

Mesmo que o que pede, diga que é pra comprar comida, ignoram.

E ainda desconfiam daquele que pede, justamente por estar pedindo!

Isso faz parecer que todos os que têm dinheiro, são honestos e os que não têm, são desonestos. E sabemos que não é assim que toca a banda. Então por que os que precisam, são marginalizados por precisarem??

E mesmo agindo desta forma insensível e não caridosa, se consideram amigas ou cristãs. E honestas. ⁷

Lembro-me de 113 famílias que eu tinha o prazer de ajudar mensalmente, fora as tantas outras pessoas que vinham à minha porta com vários outros pedidos de ajuda, diferentes de ser alimentos, e pela Graça do Altíssimo, Dono da Generosidade, eu conseguia ajudar a todas.

Eu não as julgava, não condenava, não pesquisava se ela esrava mentindo. Pediu ajuda? Recebeu.

Por 2 anos mensalmente eu agi assim. E é um dos momentos da minha vida dos quais tenho tanta felicidade em me lembrar.

Eu jamais humilhava alguém por necessitar de ajuda.

Nem colocava quantidade de vezes para ajudá-la. Enquanto ela estivesse precisando de ajuda, podia contar comigo com a minha campanha filantrópica.

Sinceramente, era algo de tanta felicidade aquele gesto de ajudar, que me faz lembrar que quem doa recebe igual ou mais, da alegria de quem recebe.

E agora aqui estou, precisando de receber caridade e me deparando com muros, portas fechadas, julgamentos, ao invés de braços abertos e pão.

E isso é uma VERGONHA.

Estamos vivendo tempos onde a caridade se faz ainda mais necessária oor causa de desempregos, e a caridade é excelente prática para o bem de si mesmo e do mundo, e as pessoas se fecham??

Peço a todos que lerem este artigo que abram seus corações, suas carteiras, seus olhos, seus ouvidos e suas bocas para o bem do próximo que precisa de ouvir palavras de otimismo, de humanidade, que as ouçam falar de seus pedidos, que as vejam ao invés de ignorá-las, que deem ajuda financeira, enfim, que pratiquem a fraternidade que vem do Amor que D'us Ensinou.

Não é preciso ser bilionário para ajudar. Isso é a desculpa usada por muitos.

Um pacote de biscoito, feijão, arroz, macarão, frutas, carne, legumes, doando um pouco do que você comprar pra você, não vai fazer falta.

Colocar menos gasolina no seu carro, não comprar um  novo celular, tênis, e tudo o que você compra por desejo, para ajudar a quem necessita, é um ato nobre.

Doar por saber que a pessoa precisa, sem esperar que ela se humilhe todo dia pedindo até que consiga se levantar, é um ato nobre.

A Bíblia fala que seremos julgados pelos nossos atos.

D'us, em Sua Divina Misericórdia, está Concedendo tempo para você colocar boas ações na sua balança.

Aproveite cada oportunidade de praticar caridade, pois está uma vergonha.

Doe porque D'us Retribui.

E se Ele Retribui, porque eu cheguei a precisar de receber caridade?

Confirmo que Ele Retribui, pois Ele tem Provido, Movendo uma pessoa e outra, fazendo o suprimento surgir do nada.

Mas experimentei o precisar quem sabe para falar isso para você e para tantas pessoas para as quais tenho falado neste período?

Pois agora pude ver como as pessoas têm dificuldade de praticar ato tão nobre!!

Além do mais, por que José foi vendido como escravo, se ele era fiel ao pai dele? Por que ele foi preso injustamente? Por que Davi foi perseguido por Saul, se já estava ungido para ser rei? Por que Jesus foi humilhado e crucificado?

E o que aconteceu com eles DEPOIS do sofrimento? E o que você aprendeu com o sofrimento deles?

Por isso, antes de repelir, condenar e fugir de ajudar a quem precisa, achando que ela é má, lembre-se que muitas vezes, quem pratica o mal está se refestelando e quem pratica o bem, está sofrendo.

Não condene porque só D'us Sabe tudo e de tudo, apenas ajude.

E além de fazer caridade, entreguem o dízimo para quem ensina a Palavra de D'us.

ACORDEM ENQUANTO HÁ TEMPO!

Você conhece Jesus? Lembra que ele nasceu em Israel, ensinou as leis de D'us e foi muitas vezes chamado de Rabbi? Rabbi significa Rabino. Rabinos são homens iraelitas que ensinam as leis de D'us.

Ouça agora um Rabino falar sobre caridade aqui e aproveite e se inscreva e siga o Canal deke para que aprenda mais sobre o que realmente importa: os Ensinamentos de D'us.

By Gilsara Mattos Côrtes.


Gilsara Mattos

Gilsara Mattos é autora de livros e roteiros para cinema. Palestrante, Publicitária. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// //Gilsara Mattos