Inês Petiz

Inês Petiz é artista. E não poderia ser nenhuma outra coisa.

“Não Faz Sentido” - Felipe Neto

“Não Faz Sentido” é um programa do Youtube que prima pela irreverência e pela frontalidade, abordando temas importantes e, por vezes controversos, do cenário brasileiro e também mundial. Felipe Neto, autor dos vídeos, critica abertamente as modas e meios de comunicação que promovem produtos e pessoas sem qualquer tipo de conteúdo, assim como a postura de muitos adolescentes perante a vida.


Não Faz Sentido

Ao contrário do que muitos pensam, “Não Faz Sentido” não se trata de um vlog, mas de um programa criado inteiramente por Felipe Neto, com argumento inicial, completado através de improvisação, cenário e uma personagem, interpretada pelo próprio. Apesar de se tratar de uma personagem sem papas na língua, nem contenção em relação ao que diz e à forma como o faz, o que não corresponde à personalidade do ator, Felipe afirma acreditar em tudo o que defende nos seus vídeos.

Estes, sendo temáticos, concentram-se à volta da preocupação com uma sociedade que consome avidamente tudo e todos cuja único objetivo é obter fama, sem qualquer cuidado em produzir conteúdo e, muito menos, conteúdo de qualidade. Assim, existem vídeos de crítica a personalidades famosas e respetivos fãs, como Justin Bieber, Fiuk e a banda Restart, e a produtos como “Crepúsculo” (o vídeo com maior número de visualizações) e a série “Vida de Garoto”. A crítica estende-se, como não podia deixar de ser, a pessoas sem nenhuma espécie de talento, que se fazem valer de atributos físicos, da crítica sem fundamentos e de outros truques que as tornem famosas, com destaque para as sub-celebridades, saídas de reality shows. Felipe aborda ainda costumes e atitudes da população brasileira, com vídeos que vão desde o carnaval e as micaretas, aos erros de dobragem dos filmes, passando pela adolescência tardia e o preconceito, entre muitos outros.

Sendo o primeiro canal brasileiro do Youtube a conseguir um milhão de inscritos, o que começou como um projeto pessoal, cresceu e abriu muitas portas a Felipe, que conseguiu um contrato com a TV Globo, o que lhe permitiu a criação de novos programas, no formato televisivo. Paralelamente, hoje é dono de uma empresa de audiovisuais, em franco crescimento, a Parafernalha, que continua a apostar na produção de vídeos para o Youtube, fórmula que garantiu o sucesso de Felipe.

Quando questionado sobre quais as causas para o sucesso do “Não Faz Sentido”, Felipe diz não ter uma fórmula mágica, assume que tudo se deveu ao momento em que o programa foi criado e ao facto de se ter disseminado nos locais certos. Sendo um programa essencialmente de crítica aos costumes adolescentes, acabou por encontrar neles um público fiel e Felipe confessa receber muito feedback de pais e professores que mostram os seus vídeos aos seus filhos e alunos, por considerarem ser uma maneira eficaz de comunicar com este público mais jovem, sem falsos pudores. Do mesmo modo, recebe comentários negativos pelo uso constante de palavrões e de linguagem ofensiva, que não abandona por fazerem parte da construção da personagem e do próprio programa. Odiado por uns e adorado por outros, não há como agradar a todos e opta por se manter autêntico.

Aliás, a autenticidade e a coragem para fazer a diferença são caraterísticas que Felipe revelou desde cedo. Proveniente de uma família com poucas condições económicas, começou a trabalhar aos 14 anos e rapidamente deu mostras do seu lado empreendedor. Ainda aos 14 anos montou um negócio de tele-mensagens e pouco depois dedicava-se totalmente ao web design. O seu conhecimento era tal que, aos 17 anos, dava aulas. Defensor de uma vida ativa e focada no futuro, cumpriu o que aconselha os jovens a fazer, nos seus vídeos, trabalhando durante o dia e estudando à noite, deixava a necessária e desejada diversão para o fim-de-semana. Com Felipe, a técnica funcionou, pois são poucos os jovens com menos de 30 anos com um currículo como o seu. Conheçam mais sobre ele nos vídeos abaixo.


Inês Petiz

Inês Petiz é artista. E não poderia ser nenhuma outra coisa..
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/// @destaque, @obvious //Inês Petiz