the dance we do

- Fale-me, fale-me do mundo que não vimos distraídos que estávamos inventando léguas entre nós.

Priscila Wellausen

Ama cafeterias, cortinas brancas, os solos de Coltrane, sorvete de limão. Tem um peixe azul, um jarro de lavanda e um eterno desejo de chuva.

A arte de protestar

“A minha dor está na rua... calar a boca, nunca mais.” Como a arte tem marcado presença nos protestos históricos de junho de 2013.


ChangeBrazil5.jpg

O mês de junho foi totalmente atípico em nossa história nacional. Milhões saem às ruas para protestar, com todas as bandeiras hasteadas: educação, saúde, igualdade, combate à corrupção, proteção às minorias indígenas, reforma agrária, fim da impunidade... Em um movimento democrático e sem líderes, em que o próprio povo determina seus rumos e estabelece a pauta de reivindicações, todas as vozes são ouvidas, todos têm direito de gritar.

Em meio a esta mobilização popular, inédita nos últimos 25 anos, a arte marca presença. Vários artistas tomaram como ponto de partida a onda de protestos para criar trabalhos interessantes, questionadores e politicamente engajados. Num cenário que integra diversas mídias e veículos de comunicação, as possibilidades são infinitas.

SANGUESSUGAS DO BRASIL 1.jpg

O tumblr http://sanguessugas-do-brasil.tumblr.com/ lançou um álbum de figurinhas estrelando alguns dos nossos corruptos icônicos: Sanguessugas do Brasil! Além da arte muito bacana, há uma descrição detalhada dos podres de cada um. E a coleção ((in)felizmente) só deve aumentar...

Já a designer Isabela Rodrigues usou algumas das frases de manifestações ao longo do país – você mesmo já pode ter carregado um cartaz com uma delas – e criou vários pôsteres estilizados.

Clipboard04(2).jpg

Clipboard04(1).jpg

No site da designer, http://isabelarodrigues.org/changebrazil, é possível encontrar mais trabalhos da artista pelo projeto #ChangeBrazil.

ChangeBrazil10.jpg

ChangeBrazil10w.jpg

Na manifestação de 30/06 no Rio de Janeiro, um grupo fez um ato em branco pela paz (eu, particularmente, interpretei a performance como zumbis andando perdidos pelas ruas, em direção à polícia, já sem nada a perder, mortos por dentro... talvez... simbólico demais...? Só branco da paz mesmo? Give me some slack, Game of Thrones acabou há pouco and white walkers are coming!).

PROTESTORIO30-06.jpg

Também aderiram à onda de protestos diversos cartunistas, que criaram charges sobre o momento histórico atual.

ss.jpg

9063650698_693e78aa01_c.jpg Fabio Moon e Gabriel Bá

O cantor Tom Zé, por sua vez, lançou uma música em parceria com Marcelo Segreto inspirada nos protestos de junho intitulada “Povo Novo”. Nela, encontramos tanto passagens poéticas como “A minha dor está na rua... calar a boca, nunca mais” quanto irônicas, ao gororobizar a direita oportunista. Segue o link: http://tomze.com.br/01-povo-novo.mp3

Por fim, um rosto familiar nas manifestações é, ele mesmo, um ícone da cultura pop atual: a máscara de Guy Fawkes. Desenhada por David Lloyd para a HQ “V de Vingança”, ela é inspirada num soldado inglês do século XVI que tentou explodir o Parlamento Britânico. Em 2006, ganhou mais fama com o filme inspirado na HQ. Símbolo de resistência contra a repressão e tirania estatal, ficou popular em protestos ao redor do mundo e tornou-se um dos emblemas dos manifestantes brasileiros. Diz seu criador: “Esta máscara é um símbolo de liberdade e da resistência. Ela também dá anonimato aos manifestantes, no sentido que transforma todas as pessoas em uma mesma pessoa: a massa que está lá protestando.”

tumblr_mon9yu96ja1rqt9v4o1_500.jpg

E assim, todos carregando uma máscara, V sai da ficção e vem pra rua.


Priscila Wellausen

Ama cafeterias, cortinas brancas, os solos de Coltrane, sorvete de limão. Tem um peixe azul, um jarro de lavanda e um eterno desejo de chuva. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Priscila Wellausen