Vitor

Vitor sou eu. Eu nasci na Bahia

vitorribeiro

Vitor

"Sim, com certeza as preciosidades que se exibiam nos altares das igrejas e nas prateleiras das lojas tinham nomes. Puseram-se a discutir a questão intrincada. Como podiam os homens guardar tantas palavras? É impossível, ninguém o conseguiria. Livre dos nomes, as coisas ficavam distantes, misteriosas. Não tinham sido feitas por gente." - Graciliano Ramos.

Últimos artigos publicados