traga-me

Atóxicos para o cotidiano da alma.

Bianca Bruneto

Alguém com um pé em Minas e o outro no Sul, sendo cafés e chimarrão bem-vindos, a qualquer hora do dia. Escrevo como hobby e ainda sonho tornar isso uma profissão. Viciada em tatuagens, rock'n'roll e palavras.

Como manter um relacionamento saudável

Todos os homens são idiotas e cafajestes? Mulheres são fúteis e cheias de drama? Como lidar com essa relação de amor e ódio tão gostosa?


DSC01446.JPG Foto: Bianca Bruneto

Existem pessoas que reparam pessoas, outras que reparam roupas... e eu reparo conversas. Tenho mania de prestar atenção sobre o que as pessoas conversam, mesmo que seja por meio de leitura labial. Pois bem, há um tempo atrás, prestando atenção na conversa alheia, escutei mulheres em um dos seus típicos clubes da luluzinha falando mal dos homens, coisa que acontece com a mesma frequência em que os homens falam sobre mulheres em suas rodinhas (dispondo de termos e temas um pouco diferentes, é claro).

A maioria dos homens são realmente idiotas, outros gostam de se fazer de idiotas para aparecerem para outros idiotas, e outros “são menos piores”. Continuando em um mesmo parâmetro, digamos que a maioria das mulheres são fúteis e, falar de cabelo, roupas, maquiagem e novela das 8, são seus principais assuntos. Ok. Isso, levando em consideração o que eu escuto me aventurando em escutar conversas alheias.

guerra.jpg

Mas o que todos sabemos é que a relação entre os dois é inevitável, e prazerosa afinal. O que é preciso entender sobre essa relação de amor e ódio, é que sempre será imperfeita mas cheia de aprendizado. Vejamos alguns deles:

Diferenças: Sempre haverá diferenças entre homens e mulheres, claro! Embora esse papo de “opostos se atraem” só me convencer através da Teoria Elétrica do Universo e não entre pessoas. Apesar das diferenças, é preciso ter afinidades, um exemplo básico: Eu curto rock, e a música é fundamental na minha vida, portanto micareteiros que me desculpem, nunca conseguiríamos nos entender.
Perfeição: Pessoas perfeitas NÃO EXISTEM. Não existe também aquela pessoa que nunca irá te magoar ou te entediar de vez em quando. Mas existem sim, pessoas que irão te entristecer sem intenção ou apenas porque aquele dia foi uma exceção. E sempre que puderem vão fazer de tudo pra te alegrar e te mostrar que você é uma pessoa especial. Esse tipo de pessoa existe, e vale a pena selecionar.
Conversas: Ninguém adivinha pensamentos, nada que um bom papo não resolva, ter alguém ao seu lado que saiba e queira conversar é o ponto inicial pra esse relacionamento dar certo.
Química: Faz parte da relação, como diria Arnaldo Jabor: Se o beijo bate... se joga... se não bate... Mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta. Não leve tão ao pé da letra, mas a química é importante e irá te ajudar em dias tediosos.
Ser compreensivo, não tolo: Todo ser humano está sujeito a falhas. Relevar e compreender é normal em qualquer relacionamento, mas analise sempre. Como diria o sábio ditado: Errar uma vez é humano, persistir no erro é burrice, e das grandes.

Apesar de muitos dizerem o contrário, o importante é se entregar ao sentimento, não estou dizendo pra que ele se torne o foco de toda a sua atenção, apenas que o relacionamento não é um jogo, é questão de inteligência emocional e isso se adquire com experiência e acima de tudo muita paciência. Então, boa sorte!


Bianca Bruneto

Alguém com um pé em Minas e o outro no Sul, sendo cafés e chimarrão bem-vindos, a qualquer hora do dia. Escrevo como hobby e ainda sonho tornar isso uma profissão. Viciada em tatuagens, rock'n'roll e palavras..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Bianca Bruneto