venturarte

O espaço da arte jogada ao acaso

Camila Agner

Camila, do Sul do Brasil, estudante de Direito e Jornalismo. Apaixonada pela arte e encarregada de uma missão: espalhá-la aos 4 cantos do mundo através da escrita.

As ilustrações de Ana Antonov

Da mistura entre os ideários feministas e a ilustração surgiu a arte criada pela gaúcha Ana Antonov.
Por meio de uma entrevista, a artista que tem 16 anos (e cabelos coloridos que mudam de cor com certa frequência) contou um pouco sobre o seu trabalho e também sobre como surgiu a ideia de juntar arte com movimento social.


922937_339152422854772_498058653_n.png

Traços, cores, detalhes e técnicas artísticas são fascinantes por si próprias, mas algo que realmente encanta é quando, por puro talento de um artista, a arte fica atrelada a algum movimento social tal como é o feminismo. Nesse sentido, Ana Antonov, uma gaúcha de 16 anos com cabelos coloridos (que mudam de cor frequentemente), amante das suas próprias imperfeições e dotada de forte personalidade, resolveu juntar os seus dons artísticos com a vontade de propagar ideias feministas na sociedade. É por meio da ilustração que a artista alcança esse objetivo.

9380_339155042854510_1186303213_n.png

Numa entrevista ao Venturarte, Ana contou um pouco sobre a sua história em relação à arte.

Ela contou que sempre desenhou muito – e isso desde criança -, mas que há 2 anos ela começou a fazer ilustrações digitais, foi quando ela tomou “coragem” para divulgar algumas delas no tumblr (um site que mistura os objetivos de uma rede social com os de um blog comum).

Em relação aos ideários feministas fortemente destacados nos seus trabalhos, Ana disse que essa “pegada” ideológica não é mera força do acaso. “Acho importante [divulgar o feminismo], pois muitas pessoas pensam que feminismo é algo do passado e desnecessário nos dias atuais. Expondo os problemas do sexismo através da arte, mostro que é algo que acontece todos os dias, com todos nós e que deve ser combatido”.

179488_339391806164167_492563937_n.png

Porém, se engana quem pensa que por trás dos trabalhos de Ana se encontram apenas as opiniões de uma artista que apoia o feminismo e encontrou a arte como modo de divulga-lo. “O meu objetivo é transmitir mensagens fortes sim, mas faço isso com desenhos meigos e coloridos… Por isso muitas vezes faço autorretratos que expressam meus pensamentos e minhas próprias experiências”.

Quando questionada acerca da importância da arte em sua vida, Ana foi clara: “É meu modo de expressão, é algo que me ajuda a ter uma melhor autoestima. Existem vários artistas que passam mensagens importantes que nos fazem pensar nas nossas atitudes e nos tornam pessoas melhores… Fazer sua própria arte é algo incrível”.

Ana, como toda artista que não se contenta com apenas um segmento artístico, gosta muito de música e por essa razão também se expressa por meio de instrumentos como teclado e guitarra.

Conheça agora um pouquinho mais da arte criada por Ana Antonov.

182250_340381446065203_1160778707_n.png

390723_339689532801061_1784311306_n.png

940969_339155142854500_1761215704_n.png

945155_340003922769622_918762242_n.png

tumblr_mgh5gaWDjZ1qk6p06o1_500.png

Para ter acesso a mais ilustrações, curta a página da Ana e siga o tumblr onde ela publica as ilustrações com mais frequência.


Camila Agner

Camila, do Sul do Brasil, estudante de Direito e Jornalismo. Apaixonada pela arte e encarregada de uma missão: espalhá-la aos 4 cantos do mundo através da escrita. .
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/artes e ideias// @destaque, @obvious //Camila Agner