venturarte

O espaço da arte jogada ao acaso

Camila Agner

Camila, do Sul do Brasil, estudante de Direito e Jornalismo. Apaixonada pela arte e encarregada de uma missão: espalhá-la aos 4 cantos do mundo através da escrita.

Coletivo MUDA

Gente que dedica a vida para colorir cidades "cinzas"... É assim com os membros do coletivo MUDA, que trabalham com a revitalização de pequenos - ou grandes - cenários urbanos que, tomados pela intervenção de arte contemporânea promovida pelo coletivo, se tornam mais vivos e coloridos.


199051_202567726428903_3782121_n.jpg

Capitais são comumente conhecidas pela agitação, correria e até mesmo falta de cores… Quem nunca ouviu a expressão “essa cidade é cinza demais”? Pois é… Pensando nessa falta de cores, projetos como a bela do dia (clique aqui para ler a matéria) surgem em cidades grandes para trazer mais cor e vida às cidades grandes. No Rio de Janeiro, em meio às paisagens que se diferenciam em cada esquina, surgiu o coletivo MUDA, formado pelos designers Bruna Vieira e João Tolentino e pelos arquitetos Diego Uribbe, Duke Capellão e Rodrigo Kalache.

O objetivo principal do Coletivo MUDA é experimentar e desenvolver a arte utilizando os cenários urbanos como suporte. Como? Fixando murais compostos por azulejos e ladrilhos hidráulicos que, combinados com a criatividade dos componentes do coletivo, levam mais cor às ruas que estavam meio “apagadas” ou simplesmente cinzas demais.

300710_137118716430923_1442627279_n.jpg

Conforme descrição colocada no blog, “os painéis são pensados especificamente para cada local, e cada módulo é cuidadosamente estudado para manter a harmonia total da composição. O grupo procura interferir no cotidiano da cidade e das pessoas que transitam por ela, contribuindo para tornar nosso espaço mais lúdico, diversificado e colorido.”

Hoje, além de atuar nos cenários urbanos, o coletivo também tem um espaço especial em exposições e mostras artísticas que procuram fazer com que a arte contemporânea se torne mais acessível ao público. A título de exemplo, se tem a ocasião na qual os membros do “muda” fizeram uma participação especial na 12ª edição da Tocayo, um evento que tem como slogan algo que define tudo: “toda arte é bem vinda”.

gif-11.gif

O MUDA também já deixou sua marca em território estrangeiro: no ano de 2012, numa viagem de férias que alguns membros do coletivo estavam fazendo em Nova Iorque, a intervenção foi parar nas paredes do metro de NYC.

img_0801.jpg

img_0830.jpg

img_0844.jpg

img_0871.jpg

Os azulejos, embora comprados nos Estados Unidos, tinham sido fabricados no Brasil e a arte feita lá deixou a estação de metrô um pouco mais colorida.

A dimensão majoritária dos azulejos é de 10×10 cm, mas, procurando ocupar diversos espaços, o coletivo sentia uma certa dificuldade em usar esse tamanho em locais pequenos e surgiu a ideia de criar os “minimudas”, que são pequenos azulejos (perfeitos para fazer pequenas intervenções).

img__1470.jpg

img__1511.jpg

img_1287-e1302793659376.jpg

img_0999-e1319475642914.jpg

img_1003-e1319475728987.jpg

A verdade é: o projeto é maravilhoso! A ideia de colorir e trazer mais alegria par as ruas e espaços “cinzas” das cidades grandes é simplesmente genial.

001.jpg

6.jpg

img_2621.jpg

muda_lagoa_08.jpg

photo-1.jpg

Gostou? Para mais informações e fotografias, você pode acessar o site ou a página no Facebook! Não esqueça de curtir a página do Blog Venturarte no Face também.

Obs.: As fotos do presente post são provindas do site do Coletivo MUDA e todos os direitos de imagem são atribuídos aos membros do grupo.


Camila Agner

Camila, do Sul do Brasil, estudante de Direito e Jornalismo. Apaixonada pela arte e encarregada de uma missão: espalhá-la aos 4 cantos do mundo através da escrita. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @destaque, @obvious //Camila Agner