Jefersson de Campos

Sou um jovem de 17 anos. Autodidata em Astronomia,Física Teorica, Frances e Grego. Sou escritor desde os 10 anos de idade. Jogo Xadrez desde os seis anos de idade. Escrever para mim é uma ação sublime...

As instituições são aparelhos ideológicos do governo?


A aproximadamente um ano, busco examinar as possíveis formas de poder que manipulam a sociedade em sua totalidade. Para iniciar essa observação, tomei como base as opiniões de Michael Foucault a cerca do tema em questão. Tomei como inicio de observação as instituições escolares, que por muitas vezes tem sua função primaria distorcida e passam a ser um aparelho ideológico do governo, criado para moldar um tipo especifico de cidadão para poder facilmente manipulado pelo poder. Levando isso em consideração, o poder notou que seria muito mais viável vigiar do que punir, ou para ser mais especifico, é mais confortável fazer o povo se auto-vigiar para não tomar tempo de um numero mínimo de pessoas. As escolas, manicómios, hospitais, ou seja, praticamente todas as instituições seguem o modelo de Prisão Panópticos, criado pelo filósofo Jeremy Bentham.panóptico 03.jpg Nesse projeto, a intenção era ver sem ser visto. As celas dos presos estavam dispostas em torno de uma torre central, onde ficava um vigilante encarregado de vigiar. Uma única pessoa (vigilante) podia vigiar todas as celas, sem ser notado e os prisioneiros por sua vez, nunca tinham certeza se tinha alguém olhando do outro lado e assim evitavam cometer qualquer tipo de erro para evitar punições. A Partir da visão e ideias dos panóptico, se inventou uma nova forma de exercer o poder, pois aquele que esta sendo vigiado começa a se auto-vigiar ,ou seja, ele termina vigiando a si mesmo com medo de ser repreendido e assim evita que as pessoas que exercem o poder efetuem punições, pois o individuo se monitora para evitar tais. No caso das escolas, as salas estão distribuídas em forma de "U", voltadas para a direção da escola, ou seja, os alunos se sentam voltados para a sala da direção. No caso das escolas, as salas são as celas e a direção é a torre central com o diretor no papel do vigilante da prisão. Com as salas voltadas para a torre central ( que no caso é é a sala da direção ou secretaria), o diretor que no caso é o guarda, pode vigiar a todos e todas as celas sem ser notado, como os alunos estão confinados nas celas voltadas para a direção, eles sabem que estão sendo vigiados ( ou pelo menos deveriam saber), mas não sabem se tem alguém fazendo isso, por isso começa a se auto-vigiar com medo das possíveis punições que poderão ser impostas se saírem da linha. 538821_443614935680515_1654373497_n.jpg Com isso os alunos ou qualquer individuo se torna o próprio carrasco, pois quem ta no poder não precisa vigiar constantemente e punir, pois o homem manipulado já faz essa ação, ou seja, o vigiado passa a vigiar a si mesmo e se auto-tortura. Com isso se busca separar, dividir para melhor controlar ( os alunos estudam em salas separadas por causa da lotação e por interesses, pois assim fica melhor para controlar). Quanto mais cidadão uma pessoa vira, ela fica mais exposta a vigilância, pois por exemplo na escola, na ficha de matricula do aluno estão todos os dados: numero de documento,telefone, endereço,etc, ou seja, ela é facilmente rastreado e vigiado. Agora se os alunos ou a população em geral, desvenda os segredos do poder, bate de frente com o mesmo, ele vai perdendo sua força, por isso ele é exercido de maneira discreta, camuflada, para melhor manipular o povo.


Jefersson de Campos

Sou um jovem de 17 anos. Autodidata em Astronomia,Física Teorica, Frances e Grego. Sou escritor desde os 10 anos de idade. Jogo Xadrez desde os seis anos de idade. Escrever para mim é uma ação sublime....
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/// //Jefersson de Campos