victor requião

Vivências além do óbvio em Comportamento, Empreededorismo e Poesia

Victor Requião

Victor Requião é escritor do blog victorrequiao.com, é empreendedor, poeta e seu esporte preferido é subir montanhas...

As três forças do relacionamento

Olhando ao redor, o que nos distingue dos demais? O rosto, o corpo, as idéias? Talvez, mas acima de tudo os relacionamentos que criamos e mantemos, principalmente os últimos. Assim, tenho percebido a existência de três forças que norteiam um bom relacionamento nestes “tempos modernos”...


bar.jpg

Relacionamento é sempre um assunto delicado. Apesar de os seres humanos somente terem sobrevivido todos esses milhares de anos por terem aprendido a se relacionar uns com os outros e desenvolver tarefas em sociedade, ainda hoje este assunto parece não ser bem entendido e exercitado.

Olhando ao redor, o que nos distingue dos demais? O rosto, o corpo, as idéias? Talvez, mas acima de tudo os relacionamentos que criamos e mantemos, principalmente os últimos. Assim, tenho percebido a existência de três forças que norteiam um bom relacionamento nestes “tempos modernos”.

1. A força do relacionamento consigo mesmo Sejamos sinceros, relacionar com nós mesmos é uma das tarefas mais difíceis. Ao mesmo tempo em que somos agradáveis e conseguimos interagir com as pessoas, há momentos onde é difícil aturar a nós mesmos. Não adianta transferirmos o nosso jeito de ser para outra pessoa e imaginar que agindo assim será fácil lidar com nossas imperfeições. Como disse Jung:

“Para tornar-me consciente de mim mesmo, devo poder distinguir-me dos outros. Apenas onde existe essa distinção, pode aparecer um relacionamento.”

Quantas vezes os meus próprios pensamentos conseguiram ser mais irritantes que ficar preso no trânsito com todas aquelas buzinas ensurdecedoras e gente impaciente nos carros ao lado. Acredite, ter paciência consigo mesmo é um trabalho de Golias. Então, tente não se levar muito a sério, apesar de que muitas vezes você se sinta assim. E mesmo que o mundo em algum momento esteja sendo uma piada sem graça, se olharmos mais friamente veremos que o sem graça somos nós que não conseguimos ver o tanto de besteiras que fazemos:

“Rirei de mim mesmo pois o homem é mais cômico quando se leva a sério demais.” – Og Mandino (livro "O Maior Vendedor do Mundo")

2. A força do relacionamento com uma outra pessoa

Tem um ditado popular que diz que atrás de um grande homem sempre existe uma grande mulher. Apesar de que nem tudo o que é popular reflete uma verdade, este ditado tem o seu valor. Podemos ser pessoas melhores se estivemos com alguém que nos incentive a crescer e que com a convivência nos faça ver o outro lado de cada situação, o que na grande maioria das vezes não enxergamos sozinhos. Manifestar a força do relacionamento com uma outra pessoa é estar com alguém qual nos sintamos confortáveis para sermos como realmente somos, o que nos incentiva a não vestirmos uma máscara para o mundo ao sairmos de casa. Acredito que o mais importante é que a vivência a dois nos aproxima mais da nossa natureza humana.

Mas é claro que não podemos levar este ditado ao pé da letra e aceitar que não podemos desenvolver uma vida de sucesso sozinhos, a questão não é esta, e sim qual é o objetivo que você busca por “sucesso”. Se o que lhe faz sentir-se realizado é se sobressair perante aos outros, ou se é porque conseguiu fazer todos a sua volta crescerem junto com você. Apenas lembre-se que mesmo você impressionando os outros ou se sobressaindo sozinho, no fundo terá de suportar a si mesmo quando ninguém estará lá para ver. Pois tudo o que é feito sozinho, na realidade, só é comemorado sozinho e nem sempre isto é um motivo de alegria.

3. A força do relacionamento com o mundo desconhecido

A idéia de separação que temos do mundo a nossa volta é pautado naquele velho receio de criança, o medo do desconhecido. Tememos o que desconhecemos, nos achando pequenos demais em meio a tantas possibilidades num planeta tão grande, com tantos povos e palavras estranhas. Mas aí que está a mágica de tudo isto, você só verá que o monstro é inofensivo quando o forçar a sair do armário. Em outras palavras, se não sairmos do “pequeno mundo” que criamos não conseguiremos quebrar essa distância falsa que nos impede de sermos pessoas melhores e menos mesquinhas. Muitos dizem que a vida em si mesma não tem sentido, eu desafio isso, o sentido só existe se você se unir a vida.

Só nos tornamos o que queremos ser se ousarmos ser agora, apertando a mão do desconhecido e lhe pagando uma cerveja.


Victor Requião

Victor Requião é escritor do blog victorrequiao.com, é empreendedor, poeta e seu esporte preferido é subir montanhas....
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @destaque, @obvious //Victor Requião