vida alternativa

O mundo visto por um gato zarolho

Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo...

Fotografar com Requinte

Uma parceria, duas máquinas fotográficas simplesmente charmosas. Feitas com a técnica alemã e o bom gosto francês, as edições limitadas da LEICA M9-P são um objecto de luxo, e custam como tal.


leica-m9-p1.jpg

De um namoro entre a haute couture, e a produção de máquinas fotográficas, só se espera que saíam objectos no mínimo fantásticos.

A mitica marca alemã Leica, produz muito mais do que máquinas fotográficas, produz verdadeiros objectos de culto. São por certo símbolos de um certo status adquirido. De todo quero parecer pretensioso, mas na verdade uma máquina Leica nova não é acessível a toda a gente.

leica-m9-p3.jpg

Da parceria que a Leica tem com a Hermés, onde inteligentemente se aliou toda a sabedoria e tecnologia na produção de máquinas, com o requinte único de uma das mais conhecidas marcas de alta costura. A série M da Leica foi desde sempre a escolhida para esta parceria. Daqui já sairam para o mercado a Leica MP Edição Hermés de 2007, e a Leica M7 Edição Hermés de 2009.

A casa Hermés e a Leica uniram-se mais uma vez, desta vez com o modelo Leica M9 P, que vem não em uma, mas em duas edições super limitadas. Aliás cada uma mais limitada do que a outra.

Leica-M9-P-Edition-Hermes-Set-21.jpg

A primeira versão LEICA M9-P- Edição limitada Hermès , tem um visual onde se destaca o couro calfskin e vem acompanhada de uma caixa fantástica, que contém uma lente Leica Summilux-M 50 mm f/1.4 ASPH. O responsável pelo Design desta máquina foi um designer de carros. O italiano Walter de Silva, mais habituado a desenhar Lamborghinis e Audis, aceitou este desafio proposto pela Hermés. Sairam para o mercado apenas 300 unidades e cada uma com um número de série.

Leica-M9-P-Edition-Hermes-Production_05.jpg

Esta máquina só por si já é um autentico objecto luxuoso e de bastante requinte, mas quando falamos da sua irmã a LEICA M9-P Edição limitada Jean-Louis Dumas, ascendemos a outro nivel. Deixamos de falar de um objecto que faz apenas fotografias, e passamos a falar de uma autentica peça repleta de glamour.

Feita para homenagear o ex-presidente da casa Hermés,Jean-Louis Dumas, da família fundadora da casa Hermés. Era também um entusiasta da fotografia, e tinha a sua predilecção pelas máquinas da marca alemã, sendo a sua LEICA M a sua imagem de marca.

Esta edição é ainda mais limitada, apenas 100 unidades sairam para o mercado. A máquina é em tudo identica à primeira, também esta foi meticulosamente feita por sábias mãos, mas é nos detalhes que se vê a diferença, como no disparador por exemplo.

leica-m9-p6.jpg

Com esta beleza vem também um caixa especial, mas em vez de uma lente, temos à disposição 3 lentes, a Leica Summicron-M 28 mm f/ 2 ASPH, a Leica Noctilux-M 50 mm f/0.95 ASPH e a Leica APO-Summicron-M 90 mm f/ 2 ASPH.

Leica WW.jpg

Por ser uma edição limitada especial, vem também uma bolsa feita à mão e assinada pela própria casa Hermés, assim como um livro com 200 fotos a preto e branco, tiradas pelo próprio Jean Louis Dumas, tiradas com a sua Leica M.

Se puder ir até Paris e tiver disponibilidade financeira para tal., poderá adquirir uma destas máquinas nas lojas da famosa casa Francesa.

Agora vem a pior parte, o preço a LEICA M9-P Edicão Limitada Hermès, custa qualquer coisa como 20.000 euros (cerca de 52.000 reais), e a edição ultra limitada, a série Jean-Louis Dumas custa cerca de 40.000 euros (cerca de 104.000 reais).

Um objecto de luxo, não acessível a toda a gente, mas sonhar ainda não custa.

The Making of the Leica M9-P »Edition Hermès« – Série Limitée Jean-Louis Dumas from Leica Camera on Vimeo.


Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo....
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/geral// @destaque, @obvious //Vasco Neves