vida alternativa

O mundo visto por um gato zarolho

Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo...

Canman - peças de arte para todos

O termo lata velha jamais terá o mesmo significado. Estas latas velhas são também a tela perfeita para criar arte. Depois de prontas são deixadas na rua, esperando que alguém as leve para casa. É arte feita com os desperdícios urbanos.


MyDogSighs_04.jpg

O limite da criatividade humana é proporcional ao da própria imaginação. Não sei quem disse esta frase, mas também não é isso que interessa! Na arte urbana (e não só) as telas e materiais criativos podem ser tão diferentes quanto originais. O artista que vos apresento gosta de usar latas para criar a sua arte. São latas comuns, podem ser latas de feijão ou milho. Latas estas que além de esmagadas, tem em si pintadas traços humanos! Confuso? Ainda bem, é caso para dizer o lixo de uns pode ser a base criativa de outros.

MyDogSighs_11.jpg

MyDogSighs_10.jpg

O artista My Dog Sighs, tem um projecto que remonta a 2002. Inserido no projecto "Free Art Friday”, é possível encontrar (principalmente) nas ruas de Portsmouth em Inglaterra, uma destas lata que sofreu um makeover por parte do artista. Estas latas são depois deixadas na rua, à espera que algum transeunte a decida levar para casa.

MyDogSighs_09.jpg

MyDogSighs_08_0.jpg

Tudo começou após o nascimento do seu filho. Artista de rua habituado à liberdade, começou a sentir-se com um complexo de Peter Pan. Foi ao mesmo tempo a maior alegria que teve na vida, mas adicionou à sua vida o peso da responsabilidade. Durante algum tempo a sua maneira de expressar este conflito interno, foi procurar novas formas de expressar a sua arte na rua, mas daí surge um novo conflito, a culpa (e o receio) por estar a vandalizar a propriedade alheia. Aqui faz-se um click, ele já não era apenas o artista enquanto artista, quando era interpelado pela polícia não seria só ele o único implicado, existia uma criança pequena que dependia dele, havia muito mais em risco a partir daquela data.

MyDogSighs_07.jpg

MyDogSighs_06.jpg

Depois de muito procurar, encontrou numa lata velha e esmagada o seu novo terreno de intervenção. Começa aí a desenhar-se o esboço, do que mais tarde viria a ser o projecto “Free Art Friday” .

MyDogSighs_05.jpg

Discutir o que é arte é quase tão irrelevante, como discutir o sítio onde ela é feita ou está exposta. As peças podem estar confinadas a quatro paredes ou então pertencer a um milionário que as tem fechadas num cofre dentro de uma caixa forte, ou simplesmente pertencer ao Jonas, ao Pedro ou à Liliana, a uma pessoa comum.

E é este último grupo que pode beneficiar das peças artísticas de My Dog Sighs. Pode ser uma criança de 10 anos que a leva para casa, um advogado que a decide colocar o seu escritório, um estudante que ia desgostoso a pensar na nota negativa que tirou na escola. É a arte eclética, pelo menos na pertença das peças.

MyDogSighs_03_0.jpg

MyDogSighs_02.jpg

A série Canman já leva 10 anos, e mais de 100 latas intervencionadas. Esta tela urbana é simples de encontrar, é gratuita, e ouso até dizer que é a reciclagem no mais puro conceito do termo. Dar uma nova vida a um objecto, que já cumpriu a função para o qual havia sido criado! Todas as peças são únicas, e segundo o artista nunca são criadas de uma forma premeditada, dependem do seu estado de espírito, ou até mesmo do desenrolar do processo de criação. Mas todas têm algo em comum, um cunho melancólico. Desta forma, talvez o artista consiga criar em quem passa, a vontade de adoptar uma destas latas.

MyDogSighs_01.jpg

É arte urbana sem vandalização da propriedade privada. Mas nem só de rua se faz este tipo de arte, e o artista já tem previstas várias exposições. Até Abril de 2013 a série “Canman” pode ser vista em galerias por todo o Reino Unido.

MyDogSighs_b.jpg

Acaba por ser um sonho para este artista de rua, que tem também o desejo de percorrer o mundo à procura de latas originais e próprias de cada região.

MyDogSighs_12.jpg

O conceito de “Free Art Friday” já é usado pelo mundo inteiro, e são vários os artistas que utilizam materiais de rua para criarem a sua arte, que depois é deixada para que possam ser levadas por quem passa.

É caso para dizer…é preciso ter lata! Conheça mais do artista.

Site

Flickr

Facebook


Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo....
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/Urban Art// @destaque, @obvious //Vasco Neves
Site Meter