vida alternativa

O mundo visto por um gato zarolho

Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo...

Festival de Luz de Gent

Com apenas dois anos é já um festival de artes e de luz de referencia na Europa. Na cidade de Gent, músicos e artistas de vários quadrantes, expõem na cidade as suas obras. Milhares de visitantes procuram ver os espectáculos de luz e cor que aquecem as almas no inverno Belga.


Vai apenas na sua segunda edição, mas já é considerado um festival de sucesso, quer pelas obras que apresenta, quer pelo número de visitantes que atrai. Falo-vos do Festival das Luzes na cidade Belga de Gent. Este festival acontece mesmo no centro da cidade, é organizado pelo município e a ideia é trazer luz, arte e pessoas, ao centro da cidade durante os dias em que decorre o festival.

1.png

A edição deste ano decorreu em Janeiro e muito do sucesso deste festival, para além da qualidade das instalações e obras expostas, advém do facto de ser gratuito. O número de visitantes no ano de estreia (2011), foi de cerca de 200 mil visitantes no total dos 3 dias em que o festival decorreu. Devido ao sucesso do ano transacto, este ano foi decidido que o festival seria de 4 dias, permitindo assim que os visitantes fiquem mais um dia, e consequentemente deixem também mais dinheiro.

_dsc4678__scrollable.jpg

O tema deste ano do festival foi Felicidade e Música, ao mesmo tempo é também o ano de Maurice Maeterlinck, prémio Nobel da literatura de 1911. O escritor de "L'Oiseau Bleu", livro que aborda a felicidade de uma forma altruísta, serve de mote para o tema deste ano. "Ao dar algo de si, você pode trazer felicidade para a vida das pessoas". Os artistas que participam na edição deste ano, podem usar a "felicidade" como fonte de inspiração para as suas criações.

2.png

A música é também sinónimo de felicidade, a cidade de Gent foi agraciada com o título de "Cidade Criativa da Música" pela UNESCO. Na edição de 2012, luz e música andaram de mãos dadas. Esta simbiose fez com que tanto os músicos como os artistas que modelam a luz, se tenham unido em esforços para a criação de vários e diferentes projectos e parcerias.

dsc_1752__scrollable.jpg

Além de projeções e criações espetaculares, performances de dança e teatro, tudo baseado em luz, o Festival das Luzes é também uma oportunidade. São muitos os estudantes e os jovens artistas das escolas de Kask e Sint-Lucas e do Kunstinstituut Secundair, que assim podem mostrar ao público os seus projetos e experiências de aplicações de luz. Desta forma o Festival das Luzes tornou-se numa plataforma para artistas jovens e talentosos interessados em criar arte com luz.

light-21.jpg

Um dos participantes de maior relevo, é a Luminaria De Cagna. Este é um negócio de família italiano fundado em 1930, possuindo assim mais de 80 anos de experiência. Desde o início da empresa que durante as ocasiões festivas, o edifício da empresa em Lecce e as praças circundantes eram iluminadas com lâmpadas de óleo, conferindo às noites festivas uma luminosidade e cor antes de haver iluminação pública. Com a evolução tecnológica as lâmpadas a óleo, foram substituídas pelas luzes eléctricas.

light-13.jpg

Como vem sendo hábito, fruto das normas europeias, as empresas têm vindo a adquirir uma maior consciência ambiental. A responsabilidade social desta empresa está muito assente na eficiência e poupança energética. A empresa desde 2006 que só usa luzes LED nas suas instalações, sejam estas artísticas, ou comerciais, como iluminação de ruas no Natal, em shoppings ou outros espaços. O próprio município de Gent possuiu políticas muito restritas em relação ao desperdício energético. As luzes dispostas de forma a fazerem cortinas de luz, que são colocadas em edifícios ou sobre objetos ou estruturas. Deste modo, as ruas e edifícios ganham uma nova luminosidade.

light-22.jpg

Durante o festival, a rua Belfort foi o palco da consagração da empresa, o domínio e a mestria da Cagna Luminarie no que respeita à iluminação. Uma grande Catedral de Luz é este ano a atracção da cidade. Uma estrutura gigante feita de madeira e composta por centenas de milhares de luzes coloridas, com arcos a fazerem lembrar a arquitetura romana ou renascentista, numa demonstração de ostentação luminosa.

light-41.jpg

A área da entrada é um imponente espaço com cerca de 28 metros de altura, onde o público ao entrar sentir-se-á num espaço transcendental. Esta Catedral iluminou a cidade de Gent, não apenas no sentido literal com a luz produzida, mas também ao trazer milhares de visitantes, que conferiram à rua Belfort, um calor que não é normal num Janeiro invernoso num país do centro da Europa. Sem dúvida que o resultado desta obra é simplesmente fantástico, e para muitos dos visitantes será uma experiência quase Divina para crentes e não crentes.

Lichtfestival Gent 2012 from Lieven Vanoverbeke on Vimeo.

Para todos aqueles que estão a pensar na energia despendida por esta obra, vão ficar certamente desapontados. Esta maravilha iluminada com as suas 55 mil luzes LED, consumiu apenas 20Kwatt/h de energia elétrica. O município de Gent e as suas políticas energéticas, afirmam que mesmo durante o festival, o consumo de energia é reduzido, indo sempre na linha da redução e do controlo energético. Mesmo para quem não é crê no divino, não pode ficar indiferente a esta obra divinal.


Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo....
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/Urban Art// @destaque, @obvious //Vasco Neves