vida alternativa

O mundo visto por um gato zarolho

Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo...

Halloween e a arte de esculpir em abóboras

Ray Villafane elevou para um patamar superior a arte de transformar abóboras em peças decorativas. Desde as simples Jack-o-lantern até às espantosas esculturas criadas por Ray Villafane, a abóbora é um elemento central das festividades do Halloween. Um pequeno aperitivo para o Halloween que se aproxima.


O Halloween é uma tradição muito comum nos países anglo saxónicos, com especial incidência nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Irlanda. É celebrada na passagem da noite de 31 de Outubro para o primeiro dia de Novembro. No mundo globalizado de hoje em dia, o Halloween acaba por ser um evento à escala mundial. Têm as suas origens em antigas festividades Celtas embora seja difícil apurar a sua verdadeira origem. Foi levado para os Estados Unidos por emigrantes Irlandeses.

halloween.jpg

Por todas as ruas escutamos “trick or treat” (doce ou travessura), esta é a famosa frase usada pelas crianças que na noite de 31 de Outubro saem mascaradas para a rua, e pedem doces sob a “ameaça” de fazerem uma travessura caso o seu pedido não seja atendido. Um dos elementos mais reconhecíveis do Halloween é o Jack-o-lantern, uma lanterna feita com uma abóbora recortada de maneira a que fique assustadora. Em alguns bairros americanos a competição saudável, faz com que as casas sejam decoradas com o máximo de afinco, ficando autênticas casas de horror, tal qual existem nos parques temáticos.

jack-o-lantern_1018235i.jpg

ray.jpg

O artista norte-americano Ray Villafane deixou de fazer simples Jack-o-lanterns e usando as abóboras começou a criar autenticas obras de arte, esculturas super realistas 3D. Villafane elevou o uso da abóbora como matéria-prima para um nível superior.

pumpkin-1.jpg

pumpkin-2.jpg

Sendo um apaixonado pela escultura, desde sempre foi incentivado pela sua mãe a seguir essa paixão. Ray formou-se na Escola de Artes Visuais de Nova Iorque e durante alguns anos deus aulas a crianças. Encontrou a escultura com abóbora enquanto preparava um trabalho com os seus alunos, e foi uma paixão “à primeira abóbora”.

pumpkin-3.jpg

pumpkin-5.jpg

Ray começou a dividir o seu tempo entre as aulas que dava às crianças, e a modelação de super-heróis para algumas das mais reconhecidas empresas do ramo. Em 2006 após ter realizado um trabalho para a divisão de coleccionáveis da DC Comics, a DC Direct, Ray conseguiu um contrato de dois anos em regime exclusividade com a DC, sendo renovado em 2008 por mais dois anos. No final destes quatro anos já tinha ganho clientes notáveis como Warner Bros. / DC Comics, Marvel, McFarlane Toys, Hasbro e Sideshow Collectibles.

pumpkin-6.jpg

pumpkin-7.jpg

A paixão pelas abóboras era simplesmente um passatempo que durava apenas na época das abóboras. Em 2007 foi contactado pela Entertainment High Noon, sendo convidado para participar no Food Network’s Challenge Show - Outrageous Pumpkins. Ray foi um dos 4 finalistas e impressionou suficientemente os juízes, e em apenas três rondas sagrou-se vencedor. O desafio final registou a maior audiência do programa até à data.

pumpkin-8.jpg

pumpkin-9.jpg

Ray foi convidado novamente no ano seguinte para defender o seu título, vencendo em 2008 e 2010. Esta exposição do trabalho de Ray, assim como o seu talento e criatividade granjearam-lhe e à escultura com abóbora, uma notoriedade que vai para além do tradicional Jack-o-lantern.

pumpkin-13.jpg

Hoje em dia as abóboras de Ray são alvo de um culto no mundo inteiro, e as suas criações para o Halloween têm pelo menos 2 anos de lista de espera. Restaurantes, artistas de cinema e da música, assim como edifícios públicos, solicitam-lhe com antecedência obras para estarem expostas durante o Halloween. Dentro da escultura Ray é o que se chama de um homem multifacetado, esculpindo em vários materiais.

pumpkin-14.jpg

pumpkin-16-620x546.jpg

pumpkin-17-620x490.jpg

pumpkin-18-620x498.jpg


Vasco Neves

Sento-me em frente ao mar, e a ele digo-lhe tudo aquilo que a ti não consigo....
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/escultura// @destaque, @obvious //Vasco Neves