vida sem movimento literário

Conexões da literatura, do cinema,da música e da rua com a vida. Em uma palavra, sinceridade.

Seane Melo

Jornalista, aspirante à escritora e especialista em algum movimento literário a ser descoberto. Também pode falar de horóscopo? Geminiana, então.

Três dicas para consumir literatura na internet

A despeito dos autores que reclamam que não lemos mais Crime e Castigo, a internet vem mostrando que não falta espaço para a literatura em suas teias.


Muita gente defende, entre elas o pensador Nicholas Carr, que a internet está nos deixando mais burros e acabando com a nossa concentração para ler e prestigiar grandes clássicos da literatura. O argumento parece razoável quando pensamos na urgência do tempo e em quanto estamos acostumados a ler vários sites ao mesmo tempo, revezando assuntos e autores, com a velocidade de um clique.

nicholascarr.jpg Nós somos a geração superficial?

No entanto, o argumento só seria verdadeiramente plausível se a internet e a literatura fossem espaços completamente distintos. Apesar do universo de conteúdos pobres que encontramos nas nossas redes sociais, muitos escritores não abrem mão da internet para a prática da literatura e produzem, quase diariamente, arte para a telinha.

Quer transformar as suas horas conectado em experiências literárias? Comece por aqui:

1. Correspondências

ReinaldoMoraes2011_fotoRenatoParada.jpg

O Blog do Instituto Moreira Salles tem uma coluna bem especial que se dedica à troca de correspondência entre duas personalidades do meio cultural, sejam escritores, críticos ou jornalistas. Sabe aqueles livros de correspondências entre autores que volta e meia vemos publicados? O Correspondências traz um pouquinho disso, mas com a vantagem de que você não precisa esperar seu autor preferido morrer e ainda pode lê-lo falando sobre a construção de um prédio ao lado da sua casa ou sobre as manifestações de rua, por exemplo.

Cheguei ao Correspondências devido ao nome de Reinaldo Moraes, autor de Pornopopéia. Li apenas como curiosidade e me deparei com relatos do dia a dia do autor e divagações deliciosas que o formato carta parece incentivar muito mais que os nossos e-mails atuais. Assim, o que o leitor tem acesso não é a apenas uma conversa jogada fora, mas a uma conversa jogada fora no melhor estilo literário. As cartas entre Reinaldo Moraes e Alvaro Costa e Silva não foram as primeiras e nem as últimas da coluna, que já contava com textos de Ronaldo Bressane, Bruna Beber, Xico Sá, entre outros. Mas para começo de conversa, indico aquelas que primeiro me cativaram. Nada como uma dose de Reinaldo Moraes online.

2. Vida Breve

vb2.gif.png

O site de crônicas Vida Breve publica um texto e uma ilustração de segunda a sábado. Cada dia, Rogério Pereira, Marcia Tiburi, Carpinejar, Luís Henrique Pellanda, Humberto Werneck e Marcelo Moutinho se revezam para produzir uma nova obra.

O local é uma ótima oportunidade para conhecer o trabalho desses autores, que, apesar de já conhecidos, nem sempre podem ser lidos com tanta facilidade. Além disso, o site apresenta textos curtos, que facilitam a leitura e consumo literário diário.

Para começar a acompanhar o Vida Breve, você pode primeiro escolher um autor e o dia da semana em que religiosamente vai fazer o seu dever de casa. Mas, para isso, vale a pena dar uma lida em todos antes de se decidir.

3. Widbook

A internet também é um ótimo meio para novos autores. Além de espaços para consumo de literatura, há algum tempo vêm surgindo novas plataformas (mais profissionais que os sites de fan fictions) para novos autores. Recentemente, tomei conhecimento do Widbook, que parece estar fazendo bastante sucesso. A rede social foi criada por um grupo de empreendedores brasileiros e, além de possibilitar que as pessoas escrevam seus próprios livros, permite que o usuário possa ler as publicações dos amigos, seguir seus autores favoritos, organizar e classificar livros.

Tantas funções e possibilidades podem fazer do Widbook uma rede social realmente interessante, tendo em vista que o número de usuários só cresce. Como ainda não tive a oportunidade de experimentar para valer a rede, deixo com vocês um vídeo de apresentação.


Seane Melo

Jornalista, aspirante à escritora e especialista em algum movimento literário a ser descoberto. Também pode falar de horóscopo? Geminiana, então..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/// @destaque, @obvious //Seane Melo