vide verso

Porque a vida sempre tem o outro lado

Laura Gillon

O segredo é fechar os olhos, deixar o mistério ser a bússola mais fiel e, pelas trilhas, aprender — sempre! — a (d)escrever

Onipresença numa mesa de bar

Deus num boteco tomando suco detox e conversando com um simples mortal sobre intensidade? Como assim?


o-DANDELION-facebook.jpg

Numa mesa velha e com um pé bambo, tomando um suco detox e comendo um pastel de queijo branco com orégano, Deus explicou para um jovem (depois de já ter explicado algumas coisas para doze em outra ocasião):

"O lance é o seguinte: aperto o cronômetro, grito 'valendo' e você começa. É uma competição com você mesmo, seus dragões, seus fantasmas, seus jardins. Não conto nada: amigos, doenças, dinheiro, amores de partir o coração. E você vai seguindo até o fim, que eu também não te digo quando será."

"Só posso te dar uma dica: embora as pessoas temam os intensos, eles deixarão as melhores lembranças, os mais saborosos beijos, os perfumes mais sensuais, os bolos mais deliciosos, as gargalhadas mais estridentes, as lágrimas mais densas. Com eles, nenhum instante é esmaecido ou em vão."

"Se quiser ter e deixar o que lembrar, vá pela trilha intensa. Ela é mais árdua, solitária, vermelha, porém, é inebriante e inesquecível. Dá para ver de longe e não tem como se perder por ela."

O suco acabou, Ele pediu mais um pastel e ficou olhando para o moço, lendo o que estava além da superfície. Quando viu uma lágrima mergulhando na toalha de mesa, é claro que já sabia que estrada ele escolheria. Afinal, Deus é Deus. Pagou a conta e desapareceu.


Laura Gillon

O segredo é fechar os olhos, deixar o mistério ser a bússola mais fiel e, pelas trilhas, aprender — sempre! — a (d)escrever.
Saiba como escrever na obvious.
version 11/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Laura Gillon
Site Meter