vide verso

Porque a vida sempre tem o outro lado

Laura Gillon

O segredo é fechar os olhos, deixar o mistério ser a bússola mais fiel e, pelas trilhas, aprender — sempre! — a (d)escrever

Quebra-cabeça


puzzle-back.jpg

Aquele susto te atropela tipo numa quarta-feira às 15:18, no meio de uma lanchonete, sem aviso. Ele vem e bum. Pronto. O caos instala-se sob a colcha da cama, dentro do tubo de pasta de dentes, no meio do anúncio de TV e no código de barras daquela conta para pagar. Nascem do nada medidas urgentes. Urgentíssimas. Nossa. Para tudo e muda de direção, por favor.

O susto — sim, Elezinho da Silva — te vira de ponta-cabeça: horários, trabalho, prioridades. Azeda o suco, o dia, o humor. Abala o coração. Bagunça os cabelos da alma.

Pera. Só um minuto. Pensando aqui... o amor não faz o mesmo, só que do lado avesso? Então tá. Acho que entendi um pedaço do desenho. Ora sim, ora não. Impermanência. Sem falar que no meio do furacão tem um monte de coisas legais. Como no meio do amor tem um monte de coisas ruins.

Estou terminando de montar o quebra-cabeça e parece que vejo a palavra “equilíbrio”. Será que entendi direito?

Logo vem a vida, desmancha este quebra-cabeça e entrega outro, de 5 mil peças, to-tal-men-te diferente. E o jogo recomeça.

Vamos jogar?

LKG


Laura Gillon

O segredo é fechar os olhos, deixar o mistério ser a bússola mais fiel e, pelas trilhas, aprender — sempre! — a (d)escrever.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Laura Gillon