O Iluminado e os demônios interiores

Obra clássica de Stephen King narra terror vivenciado por família de escritor, e mostra que pessoas podem ser mais assustadoras que fantasmas


O Iluminado.jpg

Considerada uma das obras-primas do mestre do terror Stephen King, “O Iluminado” é também uma das melhores adaptações cinematográficas de um livro.

Foi sob a ótica do brilhante diretor Stanley Kubrick que o filme consagrou ao menos duas cenas antológicas: o momento em que o jovem Danny se depara com os espíritos de duas meninas gêmeas, mortas violentamente, que o convidam para brincar com elas para sempre, e a cena em que Jack, interpretado por Jack Nicholson em um dos seus melhores papéis, quebra a porta de madeira e coloca o seu resto na fresta aberta, dizendo medonhamente “Here's Johnny”.

Se no filme as cenas já assustam, no livro são ainda piores. Stephen King constrói a história de maneira bem articulada e marcante. Parar de ler o livro se torna angustiante, mesmo para quem assistiu ao filme antes e sabe o desfecho da história.

A narrativa retrata Jack Torrance, um escritor em crise, que na tentativa de acertar a sua vida e escrever um bom livro, aceita o emprego de zelador de inverno no isolado “Overlook Hotel”, um lugar misterioso, onde diversos eventos sinistros ocorreram no passado. Pelo excesso de neve que cai sob o local, Jack sabia que ele e sua família teriam que ficar isolados no local, mas isso não o preocupou. Pelo contrário, pensou que assim teria paz para escrever.

Então, Jack se muda com sua esposa Wendy e seu filho Danny, um garotinho sensitivo, que consegue ver coisas que os outros não percebem. Logo que chega ao Overlook, o menino nota que existe algo de muito errado ali. É atormentado por visões e fantasmas, que tentam possuí-lo. Como não conseguem, procuram por alguém mais “fraco” espiritualmente. É quando se deparam com Jack.

O personagem, alcoólatra e desiludido, pouco a pouco se mostra mais desligado de sua família, facilmente irritável e bastante agressivo. Ao passo que as forças malignas do Overlook se aproximam de Jack, Danny e Wendy percebem o quanto correm perigo.

Jack se torna uma verdadeira marionete do mal e inicia um jogo de gato e rato com a esposa e filho. O que assusta é que Jack é um humano comum, passando por uma crise que muita gente enfrenta em determinado momento de sua vida. No entanto, a influência do mal foi determinante para definir o que seria de sua vida e de sua esposa e filho, como ficou claro no final da obra.

O livro fascina por abordar tanto o terror causado por atividades paranormais quanto pela maldade humana. Talvez seja exatamente essa a ideia de Stephen King: mostrar que energias negativas podem até existir, mas o máximo que podem fazer é despertar uma maldade já instalada no homem, este sim um ser mais assustador que qualquer fantasma ou visão.

O Iluminado_2.png


version 4/s/literatura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Bruno Inácio